Archive for março \31\UTC 2009

Cartel: Carta de um Leitor

31 de março de 2009

“Bom dia, Marcelo. Aproveitando o assunto do cartel de combustível, lembro que um proprietário (ou sócio) de posto em Monlevade vende gasolina ao preço de R$ 2, 39 o litro, ou seja, a menos de 20 quilômetros de distância de Monlevade (em São Gonçalo). Até duas semanas atrás, aqui ela era vendida por ele a quase R$ 2, 70 e na cidade vizinha a R$ 2,39. Um abraço”.

Teotino Damasceno

Valeu o Comentário

31 de março de 2009

Para você ver, Teotino, e todos os monlevadenses que possuem veículos. O mesmo empresário que vende a gasolina em São Gonçalo do Rio Abaixo a R$ 2, 39 o litro, vendia aqui o produto a R$ 2, 67. E agora somente reduziu o valor devido ao novo posto de revenda de combustíveis que se instalou na cidade. Coisas que a gente, como cidadão, tem de passar a observar.

E não precisa citar nome de X, Y e nem de Z, porque o nome não nos interessa, mas sim o que se pratica contra o consumidor. Infelizmente, não conhecemos nossos direitos e, como é cultura do povo brasileiro, raramente lutamos contra as injustiças, como fazem tão bem os nossos hermanos argentinos. E temos uma força enorme e que se chama união. Bastasse somarmos essa força em prol de uma mesma causa, como boicotar quem nos cobra mais caro pelos produtos, que teríamos resultados positivos surpreendentes.

Justas Homenagens

31 de março de 2009

Por ocasião da abertura do XIX Campeonato de Veteranos, o Real Esporte Clube promoveu a inauguração da Sala de Imprensa, para que a galera que representa a quarta força tenha seu espaço merecido no Gentil Bicalho. E, para fechar com todos os méritos, a placa na porta da Sala de Imprensa com os homens que dão nome ao espaço: Maurício Reis (O Prezado), Geraldo Guerra (Guerrinha) e Lúcio Flávio (Perereca), homenageados pelo clube.

socais-real2
Lúcio, Maurício e Guerrinha: justa homenagem aos homens do esporte em João Monlevade

O trânsito nosso de cada dia e os ciclistas

31 de março de 2009

Falar no trânsito de João Monlevade é chover no molhado. Mas quero tocar agora em uma classe especial, que é a de ciclistas. De acordo com as normas do trânsito, a bicicleta também é considerada um meio de transporte e, portanto deve obedecer às leis de trânsito. Mas aqui em Monlevade, onde as leis existem, muitas vezes, para não serem cumpridas, uma grande parte dos ciclistas trafega com seus veículos na contramão da direção e sem qualquer constrangimento. Isso inclusive em frente aos guardas municipais e policias militares. E nada se faz. É hora de fazer valer a lei e até mesmo apreender as bicicletas, como já é praxe em várias cidades mineiras.

Trata-se de um desrespeito à lei e principalmente às pessoas, particularmente a pedestres e motoristas. Quantos acidentes já ocorreram devido a essa prática? Um número considerável, porque nem o pedestre e nem o motorista está preparado para encontrar um outro veículo na contramão da direção, e os ciclistas são mestres nessa arte. Portanto, aguardamos providências, porque promessas neste sentido já ouvi por demais, como diria o amigo Miguelzinho.

Reunião da Bacia do Piracicaba

31 de março de 2009

O Comitê de Bacia Hidrográfica do Rio Piracicaba – CBH Piracicaba – realiza sua 36ª Reunião Ordinária, que acontecerá nesta quinta-feira, 2 de abril, no Auditório da Fundação Monique Leclercq, situado à Rua Vargem Linda, 260 – Bairro Cruzeiro, em São Domingos do Prata. Amanhã, 1º de abril, será promovida uma atividade ecológica com crianças e adolescentes atendidos pela Fundação Monique Leclercq. Neste dia, na parte da manhã, a Secretária de Meio Ambiente de São Domingos do Prata, Ludmila Gomes Novaes, coordenará uma caminhada para coleta do lixo no Parque Municipal Elci Rolla Guerra. Na parte da tarde, as crianças e adolescentes realizarão plantio de mudas no Sítio da Fundação Monique Leclercq.

Pratique Hábitos saudáveis

31 de março de 2009

m6

Cartel dos Combustíveis

31 de março de 2009

Visitando hoje ao “Rapadura”, do amigo e jornalista Márcio Passos, li o artigo sobre o fim do cartel dos combustíveis em Monlevade. Só discordo de um ponto, porque ele ainda não chegou ao fim, mas apenas seus integrantes foram obrigados – vamos assim dizer – a baixar os preços dos combustíveis, graças à abertura do Posto Girasol-5, do empresário Osvaldo Jorge, que chegou aqui para mudar a história. Ele, sim, não integra essa cartelização, assim como o Posto Gentil e dois da rodovia, os postos Cinco Estrelas e Graal. Os demais nunca tiveram interesse em fazer uma concorrência leal e de livre abertura. Tanto que, por milagre dos céus, o litro da gasolina, na bomba, caiu de quase R$ 2,70 a R$ 2, 44, o litro. Tudo porque o Girasol se instalou na cidade. E ainda colocam nas fachadas de seus estabelecimentos a palavra “Promoção”. E não se trata de nenhuma promoção, mas apenas o preço real, e que pode baixar ainda mais. E sabem o que eu acho? Para os que integram este Cartel, eu sugiro boicote às suas bombas.

girasol
Graças à concorrência do Girasol-5, que não faz promoçao, o combustível em Monlevade baixou

O preço que pagamos pelos nossos políticos – Uma vergonha

31 de março de 2009

Nós, cidadãos e contribuintes brasileiros, somos responsáveis pelo sustento de nossos políticos, muitos deles corruptos, safados e que somente trabalham pelo bem próprio de seus familiares, amigos mais próximos e seus cupinchas. Não é por acaso que o Brasil está entre os primeiros países do mundo no quesito corrupção.

Assistindo ao “Bom dia Brasil” não fiquei apenas chocado, mas na verdade constrangido com o que se gasta com os nossos deputados e senadores. De acordo com um estudo realizado pela Organização Transparência Brasil, o parlamentar brasileiro é o mais caro do mundo e recebe por cada minuto “trabalhado” – salário este pago pelo contribuinte – 11 mil 545 reais. Por ano, cada senador custa à Nação 33 milhões de reais; e cada deputado federal; 6 milhões. A coisa ainda é mais absurda comparando-se a parlamentares de países da Europa. Fazendo uma média, cada deputado e cada senador custa aos cofres públicos brasileiros, anualmente, dez milhões e duzentos mil reais. Na Itália, este valor cai para três milhões e meio. Na França é de dois milhões e oitocentos mil. Na Espanha, 800 mil reais. Na vizinha Argentina gasta-se com cada parlamentar, por ano, um milhão e trezentos mil reais. No Brasil, são mais de dez milhões. Entenderam?

Ah, tem mais: Cada vereador do Rio e São Paulo custa para o bolso do cidadão brasileiro, anualmente, cinco milhões de reais. E nós vamos continuar votando nesses caras e ficar com cara de tacho? Melhor chorar!…

congresso
Aqui está representando o País dos Absurdos

Diário fora do ar durante o mês de abril

30 de março de 2009

Comunicado aos leitores do “Diário do Vale”: por determinação do diretor do jornal, o Diário ficará sem circular em Monlevade durante o mês de abril/09, ou seja, somente a partir de maio que a nossa Coluna, publicada há praticamente três anos no periódico, diariamente, irá retornar. Pedimos desculpas aos leitores e ao mesmo agradecemos pela confiança. Felizmente, serão apenas 30 dias.

O que é racismo?

30 de março de 2009

Racismo, segundo o Aurélio, é uma atitude em que alguém atribui potencial e/ou qualidade negativa a um ou mais indivíduos, pelo fato desse parecer ou fazer parte de um determinado grupo étnico; privar pessoas de bens, benefícios e posições privilegiadas com base em sua etnia ou cor de pele; perseguir pessoas, por essas fazerem parte de determinada etnia ou simpatizarem pela mesma; favorecer pessoas ou grupos, em detrimento de outros, tendo por base a cor de pele e/ou grupo(s) etnico-racial propriamente dito.

Exemplos de racismo: preto de alma branca; preto quando não… Na entrada, (…) na saída; a maioria de garçons que não são negros; as propagandas de mídia que não reportam quantidade de negros proporcional à sua população; os pais que se espantam com as etnia e raça do namorado da filha; perseguição e desemprego de latinos nos EUA etc.