Archive for novembro \30\UTC 2009

Frase da Noite

30 de novembro de 2009

“Nas lutas diárias da vida, lembre-se de que tudo tem um tempo próprio para realizar-se”.

Na teoria, é uma maravilha…

Linha Azul: ser ou não ser, eis a questão

30 de novembro de 2009

Como bem escreveu o Márcio Passos no “Rapadura”, vamos esperar pra ver. Mas, logicamente que alguns benefícios a tal Linha Azul irá trazer a motoristas e pedestres da cidade. Um lado positivo: a cidade está bem sinalizada. Mas faltam as placas indicando logradouros públicos da cidade. Quem entra em nossa cidade pela primeira vez fica mais perdido que o time do Galo na hora de levantar a taça de campeão. Mas isso é outra história. Vamos falar do nosso trânsito e do responsável pelas mudanças engenheiro do Settran, José Jaime.

Por hoje, apenas uma observação: o semáforo instalado na Getúlio Vargas com a Gomes Batista e a rua do Andrade, em frente à Matriz velha de Carneirinhos, está se tornando um martírio para os motoristas, e isso não apenas no horário de pico. Está havendo um engavetamento que vai daquele ponto até as proximidades da escola Jeny Farias. E um dos motivos desse transtorno é o sinal luminoso localizado no cruzamento da rua Duque de Caxias com a Wilson Alvarenga. Nos horários de pico, há carros parados até as proximidades da Padaria Alvorada, no cruzamento com a Luiz Prandini. E logo atrás o novo sinal. Simplificando: Quanto mais sinal luminoso houver nas avenidas de Monlevade, mais o trânsito
será lento. Trânsito mais engarrafado é trânsito caótico, não é mesmo senhor José Jaime?

Guarda de Marujos passa por registro de patrimônio cultural

30 de novembro de 2009

Reunião de representantes da Guarda de Marujos, da Casa de Cultura e do grupo “Miguilim”

A Guarda de Marujos Nossa Senhora do Rosário, de João Monlevade, passa por registro de patrimônio cultural. A iniciativa é da administração municipal e tem como objetivo documentar a manifestação. Posteriormente, outros grupos artísticos também serão registrados.

Na última sexta-feira, membros da Guarda de Marujos tiveram o primeiro contato com a equipe da empresa “Miguilim Assessoria Cultural”, responsável pelo levantamento de informações e preparo do “Dossiê Tombamento” do grupo congadeiro. O trabalho envolve a produção de um documentário e de um livro de registros. Posteriormente, os dados serão enviados para a Comissão de Tombamento Municipal, responsável pelo imaterial da Guarda de Marujos. O primeiro capitão regente do grupo, Raimundo Acácio Moreira, 76, falou que é de grande importância esse trabalho, pois valoriza a cultura afro-descendente, um reconhecimento da manifestação cultural.

A Guarda de Marujos Nossa Senhora do Rosário, fundada em João Monlevade há 48 anos, possui cerca de 80 integrantes. Eles se reúnem todos os domingos, exceto na Quaresma, para homenagear Nossa Senhora do Rosário com danças e orações. Todos os anos, no mês de agosto, uma grande festa é realizada em homenagem à santa.

Kalil, o imbecil

30 de novembro de 2009

Assistindo hoje ao “Globo Esporte”, ouço o presidente do Clube Atlético Mineiro, senhor Alexandre Kalil, criticar a torcida do Galo. Segundo ele, pelo fato de a torcida estar revoltada com o time que, depois de liderar o Campeonato Brasileiro por oito rodadas e integrar o G-4 por 24, não conseguir sequer uma vaga para a Libertadores do ano que vem. Para o presidente, é uma injustiça e usou de ironia: “não entendo uma torcida que canta o hino do clube quando a equipe cai para a 2ª Divisão (referindo-se ao jogo contra o Vasco da Gama, em 2005, realizado no Mineirão) e agora vaia porque chegamos na sexta colocação”.

Pois bem, senhor Kalil, quanta injustiça! Vir a público criticar a torcida mais fiel do país faz de você um imbecil, um asno. Pior: plagiou um outro imbecil, o meio campista Correia, que não tem qualquer história no Clube Atlético Mineiro. E são contratações desses mercenários que fazem do Galo esse fiasco. Por que cantamos o hino em 2005 e agora vaiamos o time, senhor Kalil, imbecil? Porque naquele ano o nosso time era muito fraco tecnicamente e desde 2004 lutava contra o fantasma do rebaixamento. E naquele jogo contra o Vasco houve pelo menos vergonha na cara dos jogadores. E vontade. Não como este time de agora, cujos profissionais foram omissos e não honraram a camisa do Galo. Covardes que conseguiram iludir a nós, torcedores. Perdemos o título mais fácil de todos os tempos e nem a vaga para a Libertadores de consolo. Porque um time que perde quatro partidas seguidas, sendo duas delas em pleno Mineirão e com uma média de público de 55 mil pessoas, é formado por jogadores cretinos, mercenários e que não têm qualquer compromisso com o time. E ainda querem reclamar da torcida? Vão se fuder, seus f.d.p. Ganhássemos apenas dois jogos no Mineirão, contra o Flamengo e o Internacional, e seríamos líderes hoje. Mas faltou vergonha na cara e vontade.

E, só para encerrar: desde 1971, quando foi oficializado o Campeonato Brasileiro de Futebol, o Clube Atlético Mineiro teve, por 11 campeonatos, a melhor média de público, perdendo apenas para o Flamengo, que obteve 12 melhores médias. E este ano ainda estamos na cabeça. A torcida é o maior patrimônio deste clube, e não você, seu Kalil, que deveria ao menos respeitar a memória de seu pai, este sim, um grande dirigentes, saudoso Elias Kalil. Você é apenas um protótipo, um mala e só tem conversa. Torcedor de araque.

Beijando a fotografia do pai, Alexandre Kalil não aprendeu nada como saudoso Elias, um dos melhores dirigentes que já passou pelo Galo

Do amigo Magela – Direto do Distrito Federal

30 de novembro de 2009

“Amigo Melo,

Lembro-me da primeira vez que o Leunam surgiu na imprensa monlevadense. Chegou de supetão criando caso numa coluna que era nitroglicerina pura, e só não levou alguns processos porque se tratava de um pseudônimo, hahahaha…Agora no Blog, Leunam mantém a mesma coerência, irreverência e o vocabulário à base de muito TNT e pimenta malagueta, acompanhado de uma boa cachaça mineira pra aguçar o paladar. O moço entrou na onda da internet e já tem milhares de acesso, pegou a manha rapidinho e hoje é um blog obrigatório, principalmente para nós que estamos fora da cidade.
É isso aí, companheiro, siga em frente, parabéns pelo primeiro aniversário e que venham muitos outro pela frente.
Grande abraço do amigo”.

Geraldo Magela Ferreira – Distrito Federal

A Melhor coisa da vida é chutar o pau da barraca

30 de novembro de 2009

Tomar um porre com os amigos e ir de bar em bar, para festejar, seja a tristeza ou a alegria. Sem titubear. Sem ressentimentos e mandar tudo par o espaço. Beber pra cara…

A melhor coisa da vida é ser irresponsável, irreverente, inconsequente e, principalmente, você mesmo, sem máscara. Sair da rotina e fazer da vida uma cachaça, uma boemia. E foda-se o bom exemplo. Poder cantarolar, dançar no meio da rua, faça sol ou faça chuva. E arrebentar a porta do mundo quando estiver com raiva, irado. Mandar tudo pra merda. E foda-se a compreensão e bom bom senso.

Somos todos normais demais neste mundo anormal. Nesse mundo de hipócritas, ingênuos, sovinas e sangue-sugas. Nesse mundo de ideais de merda, onde manda o capitalismo, a bufunfa. Quem tem ideal que atire a primeira pedra. Que os justos atirem a outra pedra. E que nós, imbecis, continuemos fazer a festa das elites políticas deste país chamado Jean Monlé. Hoje eu chuto o pau da barraca e mando a merda da razão par o espaço. Sem nexo, conexo e explosivo como uma bomba. Maduro o escambal! Bem comportadinho uma ova! Eu quero é colocar adrenalina na vida deses bossais, normais.

E viva a boemia e viva os sem-razão. Idéias, propostas, ideais, fidelidade partidária e amorosa, tudo é prosa, tudo é infame. Tudo é desilusão e amor só com recibo em cartório.

As coisas estão fugindo ao nosso controle. Vamos beber e aproveitar o final de ano para uma via-sacra, ou via-crucis. Ou via-lactéa. Qualquer caminho desde que seja o anormal. Deixar de fingir, deixar de ser bom, porfque os ruins ganham os céus.

PS: O texto acima não foi revisado. É o que é no papel ou na tela do computador.

Hoje eu vou tomar um porre, não me socorre, eu tô infeliz!…

30 de novembro de 2009

Comentários de Leitores – “Um ano de Blog”

30 de novembro de 2009

“Caro Marcelo, admiro muito seu trabalho, principalmente com relação ao resgate da historia de João Monlevade que você faz, tanto no Blog, quanto no Morro do Geo. Se quer conhecer mais sobre a história das Minas Gerais e sobre os bastidores da política monlevadense, entre outros assuntos, acesse: http://www.monlewood.blogspot.com. Parabéns pelo aniversario do Blog”.

Fernando Fonseca Garcia

“Congratulações, Marcelo. Há poucos dias teve um debate sobre ética e independência no jornalismo no seu Blog. Fiquei bastante satisfeito em perceber que seus leitores, que não são poucos, esperam um jornalismo independente e ético. Tomara que você continue por vários anos na ativa dando bons exemplos de como fazer jornalismo de verdade. Saudações”.

Lucas Silva

“Parabéns pelo primeiro ano de Blog. Confesso que eu aqui na capital dos mineiros, fico p. da vida quando você viaja e deixa de postar alguma notícia. É um vício saudável. Abraços”!

Ricarbene Euler

“Tenho minhas obrigações e trabalhos diários no computador e internet. Mas antes de tudo tenho o prazer de ler o que há de novo em seu blog.
Em alguns poucos dias ( como diz, pode-se contar no dedo ) você esteve menos inspirado, pouco escreveu ou em raras vezes nem isto ( variações normais para qualquer ser humano ). Mas assim como eu, outros também devem ter ficado na expectativa de atualizações. Isto deve-se tão somente à qualidade do conteúdo deste Blog e respeito por quem escreve. Parabéns”!

Ricardo M.

“Parabéns, Marcelo. E que continue a nos proporcionar com esta excelente leitura no nosso dia a dia. Para obter este fantástico numero de leitores só poderia partir de você, que é um grande jornalista”.
Sds,
Agostinho Paula

“Parabéns, Melo. Você merece. E um detalhe: você teve 65mil visitas de fato. Bom exemplo para aqueles que falseiam o número de visitas…pior, para conseguir publicidade! Mas, como você mesmo diz…deixa pra lá, afinal existem jornalistas e jornalistas, não é?! E obrigado pela excelente leitura diária”.

Vadson S. Silva

Um Ano de Blog

28 de novembro de 2009

“Parabéns pra mim pra você”. Esta frase ficou famosa e tornou-se folclórica. Segundo os boleiros, foi dita pelo ex-jogador do Atlético Mineiro nos anos 60/70, o atacante Lacy, antes de uma partida realizada no Mineirão, quando a torcida cantava parabéns pelo seu aniversário.

E hoje eu que canto parabéns, não para mim, mas para o nosso Blog, que completa exato um ano de existência, com 65.429 visitas. Foram 1.487 postagens e mais de 600 comentários. Para um blogueiro do interior, nada mal. E muito obrigado a vocês, leitores e amigos. E também aos desafetos. Afinal, opinião e conceito são iguais… Ah, deixa pra lá.

Como diria o cantor e compositor mineiro João Bosco, “obrigado, gente”!

Morro do Geo nas bancas

27 de novembro de 2009

Campo da Lenheira, Vila Tanque. Mas, neste dia o clássico mais aguardado do bairro não foi realizado no campo da Lenheira, mas sim no estádio do Jacuí. Um grande público aguarda o jogaço, um dos mais disputados da região. Atletic e Vila Nova. De um lado, o alvinegro comandado por Edílson, e do outro o alvirubro liderado por Zé Soldado.
Este jogo no campo do Jacuí, nos anos 1960, ficou na história. O Atletic venceu por um a zero, com gol de Ildeu Coxinha. Jogadores do Vila Nova e do Atletic em pose conjunta, antes do memorável clássico . Pelo Vila Nova, em pé, da esquerda para a direita: o goleiro Garrafinha, Deco Balbino, Bené Beiçola, Tião e Bueno. Pelo time do Atletic: Pedro Afonso, Edinho Silvério, Lulu e Alair.

Na edição deste mês de novembro, nas bancas.