Archive for setembro \28\UTC 2012

Não importa quem seja o vencedor. O rancor continuará deixando Monlevade na contra mão

28 de setembro de 2012

Foto: Sérgio Braga

Não importa quem vencer as eleições em João Monlevade, porque aqui continuará esta guerra retrógrada entre o verde o vermelho, e vice-versa. E nós continuaremos atrás, por causa do rancor dos políticos e pelo fato de aqui as eleições nunca terminarem após as eleições. Quem perde, continua se achando no direito de atrapalhar o grupo oposto. Para eles, não importa o coletivo, mas sim o próprio umbigo.

Sem duplicação da Usina, sem duplicação da BR-381, sem respeito ao Código de Ética e de Posturas, com o trânsito desorganizado, a cidade suja, construções irregulares, um grupinho atrasado mandando na cidade etc.

O que se salva aqui, no entanto, é o mais importante: o material humano e a mão de obra. Aqui ainda há pessoas que deixam o umbigo de lado para pensar na cidade, no coletivo.

Amém!

Acorda, Monlevade!

27 de setembro de 2012

Enquete não é pesquisa. Papo mais furado publicado em dois blogs da cidade. A isto chamo de desespero ou tentativa de brincar com a inteligência dos monlevadenses.

E aí Justiça Eleitoral? Pesquisa tem de ser registrada. E enquetes? Vamos então começar a criar enquetes por aqui caso não sejam tomadas providências da Senhora Justiça Eleitoral.

Aguardamos retorno.

Eu indico a minha Câmara Municipal

27 de setembro de 2012

Como vivemos num país livre e podemos dar a nossa opinião sem medo de repressão, vou cumprir o prometido de ontem, ou seja, listar a minha Câmara Municipal preferida para tomar posse em 1º de janeiro de 2013. E um detalhe: estarei postando 14 cadeiras, ou seja, três a mais do número de vereadores que irá compor a próxima legislatura, para me sentir mais justo.

Belmar Diniz (PT), José Quirino (PT), Guilherme Nasser (PSDB), Carla Santos (PDT), Rômulo Ras (PMDB), Djalma Bastos (PSD), Fabrício Lopes (PV), Adilson Prates (PPS), Lutécia Espeschit (PC do B), Conceição Couto (PR), Paulo José (PSB), Toninho Três Nós (PDT), Toni da Seta (PSC) e Dulcinéia Caldeira (PT).

Estrada do Turvo em São Gonçalo começa a receber asfalto

27 de setembro de 2012

A estrada que liga a MG-434 ao trevo do Turvo em São Gonçalo do Rio Abaixo, na divisa com Itabira, já está recebendo pavimentação asfáltica. O trecho pertence ao lote 4 do Programa Caminhos Rurais e a sua pavimentação teve início nesta terça-feira (25).

O trecho se junta a outro lote que já teve seu asfaltamento iniciado, o lote 3, que vai do trevo até a comunidade de Borges; do trevo dos Borges até Placas e a estrada de acesso ao Aterro Sanitário, que também já foi asfaltado.

Ao todo serão asfaltados 41 quilômetros de estradas rurais, melhorando o acesso da população residente nas comunidades cortadas pelas novas rodovias.

Também devem começar a receber o asfaltamento em breve o trecho da BR 381 à localidade de Pacas na divisa com João Monlevade, da Avenida do Contorno à localidade do Una, o trecho entre Ponte Coronel e trevo dos Borges e o trecho entre a MG-434 e o trevo do Turvo na divisa com Itabira.

Mais uma estrada começa a ser asfaltada em São Gonçalo do Rio Abaixo
(Crédito: Daniel Cota)

ArcelorMittal Monlevade premia vencedores do Prêmio de Meio Ambiente 2012

27 de setembro de 2012

A ArcelorMittal Monlevade premiou nesta quarta-feira os vencedores da vigésima primeira edição do Prêmio ArcelorMittal de Meio Ambiente na etapa regional. A solenidade de premiação foi realizada no Auditório Professor Fenelon, na Usina, e contou com a participação de educadores, representantes de escolas, alunos premiados, além de outros convidados.

A seleção dos melhores trabalhos foi realizada por uma comissão formada por profissionais das áreas de Artes Plásticas, Comunicação e Educação. O Prêmio é realizado anualmente com a participação das escolas públicas e particulares dos municípios onde a ArcelorMittal possui unidade industrial. Na área de influência da ArcelorMittal Monlevade, participam João Monlevade, Nova Era e Rio Piracicaba.

Na edição deste ano concorreram 11.407 estudantes de 51 escolas. As categorias são Desenho e Redação, divididas entre alunos representantes da comunidade e alunos que são filhos de empregados da ArcelorMittal. Ainda há a categoria Projeto-Escola, que premia as instituições de ensino que concorrem com projetos nas áreas educacional e ambiental. O tema este ano foi “Ideias para sustentar o mundo: como construir juntos um planeta sustentável”, dando sequência ao tema do ano passado que também tratou da sustentabilidade.

Amec também leva etapa corporativa

Os vencedores da região concorreram ao Prêmio ArcelorMittal de Meio Ambiente no nível corporativo, disputando com os vencedores de outras unidades da empresa no Brasil. Pela quinta vez, a Associação Monlevadense de Ensino Cooperativo (Amec) ficou com o primeiro lugar corporativo na categoria Projeto-Escola. O projeto inscrito pela escola foi “Amec +25”.

Confira abaixo os premiados

CATEGORIA: ESCOLA (COMUNIDADE)

1º e 2º ano – Desenho

Paulo César Tarbes Santos Caetano – 2º ano

Escola Municipal Antônio Andrade (Nova Era/MG)

3º ao 5º ano – Desenho

Clara Ivis Alves Sampaio – 4º ano

Escola Municipal Estação Crescer (Nova Era/MG)

6º e 7º ano – Redação

Jaíne Maria Ataíde de Abreu – 6º ano

Escola Estadual Prof. Antônio Fernandes Pinto (Rio Piracicaba/MG)

8º e 9º ano – Redação

Carla Conceição Silva – 9º ano

Escola Municipal Córrego São Miguel – (Rio Piracicaba/MG)

CATEGORIA: FILHOS DE EMPREGADOS

1º e 2º ano – Desenho

Michele Ferreira de Magalhães – 2º ano

Escola: C. E. Pedacinho do Céu (João Monlevade/MG)

3º ao 5º ano – Desenho

Maria Eduarda Alfeu – 5º ano

Escola: AMEC (João Monlevade/MG)

6º e 7º ano – Redação

Letícia Lara Andrade Gomes – 6º ano

Escola: Colégio e Faculdade Kennedy (João Monlevade/MG)

8º e 9º ano – Redação

Bárbara Evelyn Silva Torres – 9º ano

Escola Estadual Santana (João Monlevade/MG)

CATEGORIA: PROJETO-ESCOLA

1º Lugar: AMEC – Associação Monlevadense de Ensino Cooperativo (João Monlevade/MG)

Projeto: AMEC +25

2º Lugar: CESP – Colégio de Estudo Supletivo e Pré-Vestibular (João Monlevade/MG)

Projeto: Canteiro de ideias

3º Lugar: Escola Municipal Córrego São Miguel (Rio Piracicaba/MG)

Projeto: Gente Produtiva, Escola Atrativa

Aqui os vencedores do Prêmio/2012

Ideologia, somente enquanto se faz necessária

26 de setembro de 2012

Quando estudante, grande parte dos jovens universitários se diz de esquerda, integra a UNE, faz passeatas e protestos. Considera a luta uma forma de vanguarda. É contra tudo.

Aí eles se formam. E a maioria da maioria daqueles mesmos jovens estudantes torna-se profissional, seja de qualquer área. Os ex-universitários entram no mercado de trabalho, começam a ganhar dinheiro e transformam-se em capitalistas. E dos bons! Aquele negócio de luta, protesto, dizer-se da extrema esquerda, é tudo passado. Porque agora eles querem é cuidar de suas vidas e de suas futuras famílias.

Trocando em miúdos: todos têm sua fase e ninguém é politicamente errado e nem correto.

Uma proposta ao PT de Monlevade

26 de setembro de 2012

A palavra de ordem de alguns militantes do PT é chamar adversários políticos de “ladrões e corruptos”. Como fizeram aqui em Monlevade na visita do governador Anastasia.

Então, aceitando uma proposta do leitor Vilney Monteiro de Assis, uma proposta: que o PT convide para um comício os petistas José Dirceu, José Genuíno e Delúbio Soares. Aí não terá palavra de ordem que basta.

Ataques verbais e as amizades: o que mais vale a pena numa campanha eleitoral?

26 de setembro de 2012

Só a título de percepção. Leiam abaixo o comentário do amigo Paulo Roberto Reis. Uma reflexão para que possamos discernir o joio do trigo numa campanha eleitoral. Valerão a pena os ataques? As agressões entre velhos amigos por causa de um processo sucessório?

As eleições para deputados, senadores e presidente da República não mechem tanto com o eleitorado quanto as eleições municipais. Porque estamos aqui, em nossa cidade, vivendo os mesmos problemas e sempre nos encontrando. Sejam nos bares, nas esquinas, nos cafés, nas bancas de revistas e jornais. Portanto, muito cuidado para não se perder a ternura. Falo pra mim também.

Voltemos às eleições municipais de 2008, onde muitos aliados da campanha vitoriosa tornaram-se ferrenhos adversários e outros até inimigos do atual prefeito. E blogs, na época, foram criados para atacar jornalistas da cidade. Mas depois os antigos adversários políticos tornaram-se aliados e vice-versa. Portanto, como dizia a velha raposa Magalhães Pinto, a política é como as nuvens. Mudam de um minuto para outro.

“Campanha e as discórdias: Comentário de um Leitor

26 de setembro de 2012

“FALTAM ONZE DIAS PARA TERMINAR A CAMPANHA POLÍTICA. TODOS NÓS, ENVOLVIDOS DE UMA FORMA OU DE OUTRA, DEFENDENDO UMA COLIGAÇÃO OU OUTRA, DEVEMOS PARAR E PENSAR: DAQUI A DOZE DIAS, COMO SERÁ? OS AMIGOS CONTINUAM AMIGOS, OU AS OFENSAS E ACUSAÇÕES FORAM TANTAS QUE TERÃO QUE MUDAR DE CALÇADA? VALE A PENA ISSO?

TENHO AMIGOS EM TODAS AS COLIGAÇÕES E PROCURO MANTER UM NÍVEL, DE FORMA QUE DAQUI A DOZE DIAS ESTAREMOS TOMANDO NOSSA CERVEJA E LEVANDO NOSSO PAPO SEM CONSTRANGIMENTO. E VOCÊ, QUANTOS AMIGOS PERDEU NA CAMPANHA? VALEU A PENA”?

Paulo Roberto dos Reis – Funcionário público federal aposentado

Debate: Aberto até onde?

26 de setembro de 2012

“Convite aberto? A maioria não pode entrar.Se soubesse não tinha perdido o meu precioso tempo”.

O comentário acima é da pedagoga e professora Beth Rossi, que compareceu ao “Debate” idealizado pela Doctum na noite dessa terça-feira, entre candidatos a prefeito de João Monlevade, mas foi impedida de entrar.