Para Encontro dos Motoqueiros, prefeito tem dinheiro para limpar o Baú em caráter de urgência

Nada contra o lazer, muito pelo contrário, assim como também sou totalmente favorável à realização do XIII Encontro de Motoqueiros, que ocorrerá neste final de semana em João Monlevade, precisamente na Avenida Getúlio Vargas, popularmente lugar conhecido como “Reta do Baú”. E volta após não ter se realizado ano passado, quando os organizadores justificaram pela falta de apoio do poder público. Aliás, acho também que a administração municipal deva mesmo participar, não com verba, mas com a logística. E esse fato ocorre agora este ano. Mas, o que vim fazer aqui? Elogiar a participação do governo municipal no apoio ao encontro? Não. Definitivamente, não.

Mas é que esta descendo agora a pouco pela Getúlio Vargas, sentido Bairro Vila Tanque, eis que deparo que um grupo de operários com a mão na massa, ou seja, capinando todo o canteiro central que separa as duas avenidas (na reta do Baú), pintura nos meios-fios, capina geral e até placas pintadas em amarelo constando a logomarca do Settran. Tudo ficando muito bonitinho, organizado. E até os funcionários uniformizados. Mas ainda não havia caído a ficha… Até que, ao retornar, com dois amigos no carro de carona, um deles comentou: – Pra você ver, né Marcelo! O nosso prefeito comete a mesma prática do apadrinhamento. A cidade ficou cinco meses sem receber qualquer serviço de limpeza e ocorre na maior lentidão. Agora, só por causa do encontro de motoqueiros, está tudo ficando esta maravilha aqui no Baú. Dei uma freada brusca em meu Pálio e parei por um minuto. Antes, obviamente, dei a seta (rs). E mandei um Puta… Um tomá no… Desabafei: “tudo agora ficou explicado. Isso é a prova de uma política porca, sem compromisso com o povo, onde só se toma alguma medida por interesses. Que se ferre o povo, porque agora, nesse instante, o que interessa é o encontro dos motoqueiros etc…

Pois é, assim funciona esta casta política. Tivesse o prefeito Teófilo Torres cuidado da cidade desde o dia que assumiu a sua cadeira de chefe do Executivo, tratando da população e mantendo os serviços essenciais de qualquer administração, fosse nas áreas da saúde e limpeza pública, e compromisso com os servidores, ele teria todo o direito de estar dando todo apoio logístico para a realização deste evento. Mas, do jeito que deixou a cidade, poderia ao menos ser menos incoerente.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: