Como não votar nos candidatos corruptos? É como acertar na Loteria…

“Seria cômico se não fosse trágico”. A frase me fez pular aos ouvidos ao ler ontem, na rede social do Facebook, uma mensagem em forma de charge, com os seguintes dizeres: “não vote em candidatos corruptos, porque usando dessa prática, não será vítima, mas sim cúmplice”. Mas tenho uma pergunta: como saber escolher um candidato não corrupto antes que ele assuma o poder?

Não vamos muito longe, mas o Partido dos Trabalhadores é o fiel exemplo da balança para um estudo de doutorado. Afinal, ele foi fundado em 1980, vindo das bases operárias, e com uma proposta radical em termos de transparência administrativa, lutando pela igualdade social, pelo fim da corrupção e valorizando as classes menos valorizadas. Eu mesmo me filei ao PT em 1981 e fui, durante alguns anos, defensor de sua bandeira e de seus ideais. Qual jovem (estava eu com 21 anos na época) não gostaria de seguir os caminhos que nos levassem a lutar contra as injustiças sociais? Pela moralidade na política e pelo fim das práticas coronealistas. Mas que nada, tudo ficou apenas no papel…

Por quê? Porque o PT se transformou em farinha de um mesmo saco. Há 10 anos no poder, iniciado em janeiro de 2003, o que fez de diferente o partido da estrela vermelha? Caixa-2 de campanha, Mensalão, apadrinhamento político, a agremiação de “esquerda” transformou-se numa verdadeira quadrilha, liderada pelo “Ali babá” José Dirceu e com apoio do senhor Luiz Inácio Lula da Silva, que nunca viu, nunca ouviu e nunca soube de nada, anedotamente falando. Assim o PT, que nasceu para transformar o Brasil com seu discurso moralista e transformador e que, na prática, seria a salvação de nosso país, ficou apenas na teoria. Seguiu o mesmo rumo da antiga quadrilha. Tanto que Lula e seu PT aliaram-se a outras velhas raposas de nossa política do assistencialismo e do engodo, entre eles José Sarney, o falecido ACM, Paulo Maluf, Renan Calheiros, Jader Barbalho e outros representantes legítimos do que há de pior no Congresso Nacional, a pura escória. Fica difícil saber quem é pior…

Portanto, entre o PT, PSDB, PMDB, PDT, Demo, fico com nenhum. Porque o político que não seja corrupto, nós só iremos conhecer depois que ele assumir o poder. Assim, voto NULO em 2014. E não venham os pseudos-moralistas e intelectuais de merda dizer que assim nada mudaremos. Quem sabe, mudamos alguma coisa agindo dessa forma radical. Entre Dilma, Aécio e Cia, atire a primeira pedra! Eu? Tô fora!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: