Eleições nas escolas sofrerá mudanças e eu aprovo

Com todo respeito à classe dos professores, a quem tenho muita admiração, não posso concordar com a parcela contrária às mudanças propostas pela Secretaria de Educação, no processo eleitoral que elege os diretores das escolas da rede municipal de ensino. Eu, particularmente, mesmo fora do contexto, me vejo no direito de dar a minha opinião. E, fazendo uma análise fria e sem olhar lados que envolvam a política partidária, assimilo de forma positiva as mudanças, que tornarão as eleições mais democráticas. Afinal, hoje o corpo docente das escolas tem o voto com peso maior em relação ao voto dado pelo corpo discente, ou seja, os professores têm controle sobre a situação, ficando os alunos e os pais com menos poder de força. Com a alteração na regra, todos os votos passam a ter o mesmo valor e isso já poderá valer para as eleições que serão realizadas ao final deste ano, em toda rede.

Outro aspecto que considero interessante é que, com a proposta, também os diretores não poderão ficar mais ocupando o cargo como e fosse vitalício, sendo reeleitos a cada quatro anos. Assim como ocorre no processo eleitoral em nosso país, nos cargos do Executivo, os diretores somente poderão ser reeleitos uma vez, impedindo assim uma massificação e poder contínuo. E que me desculpem os que pensam de forma distinta, mas não parece o projeto se tornar mais democrático com as mudanças? Eu acredito que sim.

Portanto, é preciso às vezes deixar as rusgas de lado, ou mesmo as preferências partidárias, e aceitar as mudanças mais naturalmente. Mesmo porque, um parcela do grupo de professores ligado ao PT, com toda certeza, defende muito a democracia, desde que a democracia não os incomode e não faça com que ela perda o poder. Não se pode mais admitir que o voto do corpo docente tenha mais valor, afinal os alunos e seus pais têm o mesmo direito e também fazem parte da comunidade escolar. Nada mais democrático do que um voto ter o mesmo peso, independente inclusive da etnia, do nível social e do cargo que ocupa em uma sociedade. E que a turma do “não aceito mudanças” seja menos radical.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: