O país da Copa imita o Brasil de 70

Não quero ir aos extremos, mas algo de estranho paira no país da Copa. E nem mesmo fazer comparações com o período, porque seria intransigência de minha parte. Mas uma coisa é certa: há um Brasil de 70 no ar.

Naquela Copa de futebol realizada no México, no ano de 1970 e onde a seleção canarinha sagrou-se tri-campeã do mundo com aquele timaço – entre Pelé e Tostão, passando por Gerson, Carlos Alberto, Rivelino, Piazza, Clodoaldo, Jairzinho, e reservas de luxo, entre os quais Paulo César Caju e Edu -, estava para completar 11anos de idade, mas lembro-me de cada jogo, pois tive o privilégio de assistir na velha TV P & B, uma Inelka, que tinha em nossa casa, na Vila Tanque. Aliás, a única partida que não assisti – para meu desespero – foi contra a Inglaterra, onde o Brasil venceu por um a zero com aquele golaço do “furacão” Jairzinho, depois de jogada magistral de Tostão e um passe genial de Pelé. Estava participando da festa junina na escola onde fazia o curso primário, o Eugênia Scharlé, e não poderia deixar de dançar com uma das meninas mais bonitas da escola, a Cássia Coura, vizinha e filha do saudoso Paulo Moreira e Dona Nini. Os demais assisti todos e vibrei com aquela conquista. Mas, e o país, o que respirava naquele 1970?

Era a pior fase da ditadura e tinha o controle da Nação o general Garrastazu Médici, considerado o mais cruel dos presidentes durante o regime militar. E pouco entendia o que acontecia na época e nem imaginava que naquele mesmo ano tantas pessoas foram torturadas e morreram nos porões da ditadura. Anos depois, precisamente em 1982 – ano de seu lançamento – assisti ao filme “Pra frente Brasil”, escrito e dirigido por Roberto Farias. Lembro-me que foi no saudoso Cine Royal, que ficava ali, na Avenida Afonso Pena, em BH. Foi um dos primeiros filmes a retratar a repressão da ditadura militar brasileira. Ali era traçado um paralelo entre dois países distintos, num mesmo espaço geográfico; em um deles estava o povo brasileiro vibrando com o Brasil na Copa e o outro com prisioneiros políticos sendo torturados por agentes da repressão e inocentes também acabavam sendo vítimas da violência. E um cenário muito parecido se pintou na Copa de 1978, na Argentina.

Pois é, mas e o Brasil da Copa do Mundo de futebol de 2014? Alguma semelhança? Acredito que muitas, independentemente do regime hoje ser fantasiado de democracia. Não há torturas físicas, mas psicológicas, numa nação onde o povo é torturado a cada dia, porque perdeu até mesmo o direito de ir e vir diante da insegurança. Perdeu a crença no político e consequentemente nos três poderes. A violência é bem maior do que aquela registrada 40 anos atrás. A justiça é decadente e ineficaz. O poder paralelo é mais organizado e melhor armado. A corrupção tornou-se comum e não há mais diferença entre esquerda ou direita. Todos perderam a vergonha e quem paga somos nós. Copa do Mundo? Tudo feito sob encomenda para que a seleção canarinha seja vitoriosa. E podem ter certeza de que está em jogo muito mais que uma competição esportiva e os governantes brasileiros não medirão esforços – em especial o PT – para que a taça fique por aqui o que muito somará dividendos políticos. Enquanto isso, num mesmo espaço geográfico, o povo, mais uma vez, estará nas ruas vibrando, enquanto outra parte deixará que a sensatez fale mais alto. Aguardem o final dessa história!

Anúncios

Uma resposta to “O país da Copa imita o Brasil de 70”

  1. Cláudio Gomes Says:

    Marcelo!
    E hoje ouvi uma notícia de que o lote de ingressos colocados à venda via internet foram comprados todos em alguns minutos, mais de 200 mil. Metade foi comprada no Brasil, acredito que em sua grande maioria por brasileiros. Então o povo quer mesmo é Copa e o Ronaldo, Pelé e cia têm razão: hospitais para quê? Lamentável. De minha parte, consistente entre discurso e prática, já decidi que não vou a nenhum dos jogos, nem mesmo naqueles aquí em BH.
    Abraços e estou aguardando o lançamento do Saga.
    Cláudio Gomes – de Contagem das Abóboras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: