Monlevade, onde não se preserva nem o nosso Patrimônio

Aqui é Monlevade, é Vila Tanque: abaixo, fotos que fiz da Avenida do Aeroporto, construída pela Belgo-Mineira entre as décadas de 40 e 50 para moradia dos engenheiros que vinham de fora para trabalhar na Usina. As casas pertenceream à Belgo até o final da década de 90, quando foram vendidas e, infelizmente, algumas delas perderam suas características, já que as fachadas foram mudadas.

Monlevade, por não ter na prática uma Lei que proteja o nosso Patrimônio Histórico, acaba perdendo sua origem arquitetônica e cultural, e até as casas de madeira construídas pela empresa – também a partir da década de 40 – para moradia dos operários, estão sendo jogadas ao chão e subsitituídas por construções de alvenaria, o que, para mim, é uma afronta ao nosso patrimônio. E a Vila Tanque é um dos poucos lugares onde está a história do início da Vila Operária.

DSC00083

DSC00085

DSC00086

Fotos: Marcelo Melo

Clique nas Imagens

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: