O Brasil visto lá fora!

Abaixo um relato interessante de um amigo monlevadense que reside há anos nos Estados Unidos, Ricardo Menezes, encaminhado a este Blog nesta segunda-feira, quando faz uma contextualização entre Cuba, Venezuela e o Brasil. Vale a pena ler o texto, que segue abaixo:

“E aí Sr Marcelo,

Esta semana, um cliente americano que fala português melhor que muitos nativos, impôs um pensamento de defesa do Trump como candidato. Como se não fosse pouco, voltou no tempo sugerindo os erros dos Democratas, positivando os Republicanos. Meu ponto de vista é pelo que vi e vivi da administração de cada lado. E expus a ele, as conquistas e perdas de cada um. Sou por aquele que mais faz pela nação e consequentemente, para o povo.

Mas não quis esticar conversa, assim como não quero aqui por esta razão. Porém, lendo o sua declaração à respeito do PT e corrupção, me veio à mente algo que tem acontecido nestes dias.
Por aqui, entre os residentes, é raro encontrar alguém que se manifeste por partido. O partido se toma pela situação vivida. E para aqueles (residentes) que sempre vão e vem, a visão é um pouco diferente daqueles que estão e vivem no Brasil.
Bem. Aqui, a cidade recebe visitantes de vários países. Alguns se destacam pelo volume não só de turistas, como também de investidores.

Tempos atrás, escrevi algo neste blog, fazendo uma comparação do governo populista do PT com o regime de Cuba, onde o governo dá migalhas para o povo, para comer o banquete. E a história de Cuba é mais ou menos assim: quando Fidel entrou no poder, a classe que produzia riquezas, intelectuais, grandes profissionais sairiam do país, refugiando-se nos EUA, mais precisamente em Miami. As casas e imóveis destes que fugiram do regime, foram tomados pelo governo e distrubuídos para o povo e militancia. Quanto mais compromissado com o governo e regime, melhor a casa ( o que também não é definitivo ). Hoje, a situação do país, a forma mendiga que vive o povo, é de conhecimento de todos.

Alguns anos atrás no meu trabalho, recebia clientes turistas vindos da Venezuela. Brincava com eles perguntando se eram amigos do Chaves. Algumas risadas e respondiam com repulsa pelo o que estava passando o país. Hoje, alguns deles estão morando nos EUA. Já a grande maioria sofre vivendo naquele país e a realidade é de conhecimento de todos.

E agora, chego onde queria chegar. Onde trabalho, tem duas fotos penduradas na parede: uma do Obama, presidente do país que nos acolheu, e outra da Dilma, presidente do nosso país de origem. Nossos clientes na maioria são brasileiros. Seja residentes, turistas de passagem e uma turma de investidores e/ou digamos, residentes alternativos. E a reação de todos quando focam na foto da Dilma é a mesma. De repulsa. Assim como eram os venezuelanos alguns anos atrás. Uma situação que costumava ser cômica, mas que a cada dia perde a graça, transformando-se em revolta. E também a cada dia, mais brasileiros estão vindo de “mala e cuia”, investindo em negócios para adquirir a residência, trazendo famílias e matriculando filhos nas escolas. Ou seja, fugindo do Brasil, assim como fugiram da Venezuela e fugiram de Cuba. Uma fuga que não foi e nem está sendo por serem criminosos. Mas pelo país ter criminosos políticos que aos poucos estão sugando a nação e seu povo, em nome de uma DEMOCRACIA, palavra usada tão somente para acobertar o crime.

Não quero que a história que ouvi (Cuba), acompanhei (Venezuela) seja vivida no Brasil. O povo tem o dever de colocar no poder e exercer o direito de tirar, se necessário. Na torcida para que a parte mais esclarecida do povo, faça a diferença por um país melhor para todos.

Gde abr@ço e contando os dias”.

Ricardo Menezes

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: