Pois é, pra quê?

Sexta-feira e fico aqui pensando: para que tanta luta? Para que tanto desgaste? Às vezes gostaria de ter sido diferente. Um cidadão que desse a mínima para a cidadania. Que para ele, tanto cheirasse ou tanto fedia. Viver a vida dentro do seu cordão umbilical. Para que correr atrás de ideias, ideais, propostas? Para que estar aqui tentando fazer alguma coisa, na busca do movimento, de trazer sustentabilidade ao lugar em que você vive, com cultura, lazer, música? Sem Saga!

Melhor, talvez, ficasse anônimo, fora da comunidade em que vive, sem stress e desconectado de sua sociedade. Hoje eu queria era só sossego, vivendo dentro de meu casulo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: