Como fica o Bloco Situacionista com a retirada de campo do prefeito Teófilo?

O prefeito de João Monlevade, Teófilo Torres, anunciou oficialmente na tarde de ontem, 12, em nota encaminhada à imprensa, que não será candidato a prefeito nas eleições municipais deste ano, ou seja, não tentará a reeleição. Ele disse que não entrará na disputa sucessória este ano por motivos familiares e projetos pessoais.
Confirmou-se o que já se previa e, segundo fontes ligadas aos amigos,  ele vem atender a um pedido do pai, o ex-deputado Mauri Torres, que não deseja que ele permaneça à frente do Executivo.

Pois é, mas como fica o Bloco Situacionista após esta decisão? afinal, a reeleção de Teófilo Torres era praticamente certa. Afinal, em Monlevade não há oposição e muito menos o PT, que está todo esfacelado. A saída de Teófilo apenas dará mais chances ao deputado Nozinho de colocar seu time em campo com alguma chance de vitória. A situação perde com esta decisão. O nome de Simone Carvalho, esposa do ex-prefeito Carlos Moreira, cotada para ser o nome da situação ao cargo majortário, em minha modesta opinião, não vinga. Aí não se transfere votos. Quanto ao vereador Guilherme Nasser, para mim também não vinga. Acredito que, apesar de tudo, o nome do vereador Fabrício Lopes pode ser o mais simpático ou ainda do vereador Djalma Bastos, que também tem vasta experiência e pode somar forças. Fica minha opinião e aguardar os acontecimentos.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: