Archive for junho \28\UTC 2016

Venha participar conosco!

28 de junho de 2016

Cartaz Oficial do Festival

Monlevade e esta política de nuvens!…

17 de junho de 2016

A política vive de mudanças. Como diria Magalhães Pinto, a política é igual nuvem, cada momento está em um lugar. E em Monlevade a coisa não é diferente. Até semanas dias atrás o nome do contabilista Delcy Couto era certo como candidato a prefeito pela oposição. Mas na prática não durou mais que algumas semanas.

Até ontem, o empresário Eustáquio Bicalho (Do Pé de Porco), seria candidato a vice na chapa encabeçada por Danilo do Fraga e apoiada pelo deputado Nozinho, pelo PDT. Mas isto foi apenas a vontade de Nozinho em ver a chapa fortalecia, já que o nome de Danilo apenas não tem a força política para sair vitorioso nas eleições municipais deste ano. O ideal e o sonho do deputado era ver Eustáquio como cabeça de chapa. Mas pode mudar, sim, e o nome de Danilo crescer. Por sua vez, o nome de Simone Carvalho é uma incógnita e acredito que, por vontade própria, ela nem entraria nesta disputa. Está apenas fazendo o jogo do marido, o ex-prefeito Carlos Moreira. Mas, não se pode desprezar o carisma e a força política do radialista, principalmente nas regiões da periferia. Conceição Winter mais uma vez deverá ficar com seu terceiro lugar. Djalma Bastos seria um ótimo nome, mas desde que tivesse apoio político e no momento está remando sozinho. E, para fechar, o que será do PT? Lançar uma chapa puro-sangue, como está se especulando, com o ex-prefeito Dr. Laércio Ribeiro saindo na cabeça da chapa e o vereador Belmar Diniz de vice, ou entrar de vice na chapa do PDT? Não acredito nesta segunda hipótese, porque o PT não quer, mais uma vez, entre para ajudar outro partido, pois se arrependeu de ter feito papel de palhaço na gestão do ex-prefeito Gustavo Prandini.

Vamos esperar para ver, porque a campanha este ano somente começa em agosto, ou ‪#‎agostodeDeus‬!

Compareça!

14 de junho de 2016

Chamada IV

Cronicar e mandar esta seleção à merda!

8 de junho de 2016

 Noite muito fria em Lavras Novas; TV ligada e não presto atenção na pelada do Brasil e Haiti, valendo pelo que não vale nada, a Copa América Centenário. Coisa de louco perder tempo com esta merda. Mas deixei ligada pra distNoiterair, para não ouvir o silêncio da rua, a não ser interrompido apenas pelo latir da cachorrada, que adora este lugar. Cães pra todo lado e raramente se estranham.

Pois é, mas gostaria agora de ter o talento do grande e saudoso Nelson Rodrigues, o cara verdadeiramente Polivalente. Cronista esportivo e político, escritor, romancista, teatrólogo, e o caralho a quatro. Pausa: O Brasil faz dois a zero e o babaca do locutor vibra como se estivesse a seleção canarinha ganhando da Alemanha. PQP! Não é o bossal do Galvão, mas um quase parecido, do SporTV. Mesmo “Padrão Global”! Mas, voltando a falar de Nelson Rodrigues, o cara era foda! Simplesmente gênio. mas deixa pra lá, nada a ver agora falar na genialidade daquele moço, carioca da gema. Voltando à realidade, noite fria e agora um barulho de fora.

Mas vou ficando por aqui, continuando com a TV ligada e sem prestar atenção nesta podre seleção de Dunga. Aliás, sempre odiei Dunga, desde os tempos que era jogador. Tanto que na conquista do tetra, em 94, torci descaradamente contra a seleção brasileira e meus amigos se lembram disto. Por causa dele e de outros bossais. Time feio, que jogava feio, à exceção de Romário, que nos deu aquele título. Aliás, deu para vocês, porque torci muito para a Itália naquela final e deu vontade de bater no Baggio quando perdeu aquele pênalti. Pausa: 3 a 0. Que imprensa esportiva nojenta, à exceção do Maurício Noriega. Este eu respeito. Mas mudei de pauta e fico puto quando isto ocorre.

Chegou. Hora de parar de escrever porque esta coisa que chamo crônica deve ter ficado uma porcaria. Mas tudo bem, porque ao menos fiquei menos tempo ouvindo falar em seleção e Copa América Centenário. Vou ali na geladeira. Hora de abrir uma cerveja, mesmo com o frio, quando muitos prefeririam agora um bom vinho seco, tinto ou não. E depois tomar uma canjibrina com um resto de canjiquinha com costela que sobrou do almoço. Que Deus nos abençoes!| Amém!

Vamos subindo as Montanhas!

8 de junho de 2016

Hoje amanheci meio cansado, talvez por acreditar fielmente que ninguém muda nada neste mundo. As pessoas continuarão sendo assim, egoistas, difíceis de ser entendidas, Continuarão pensando que têm razão, mesmo diante de sua soberba e ignorância, seja cultural, de valores e coberta de preconceitos. O mundo é isto aí, cada um faça por si. Às vezes me falo: – “Deixa de ser otário, Marcelo. Preocupar em fazer pra quê”? E até que não deixo de ter razão. Mas tudo bem, a estrada segue e com ela a minha vontade de fazer, bem ou mal, mas nunca parar de querer subir as montanhas.

Como sempre diz um velho conhecido vamos subindo as montanhas!

Falando em Biografias do professor “Dadinho”!

2 de junho de 2016

O professor Geraldo Eustáquio Ferreira, popular “Dadinho”, entrou em contato telefônico agora a pouco, com quem tive o prazer de conversar por alguns bons minutos. Ele telefonou para dizer que até agosto/setembro deverá ser lançado a primeira edição de seu Livro de Biografias, cujo trabalho começou em nosso saudoso jornal, o “Morro do Geo”, exatamente há 10 anos, ou seja, em maio de 2006, cuja Coluna assinada pelo professor tinha como título “Nossa terra, Nossa Gente“. Foram dezenas de biografias de monlevadenses ilustres registradas nas páginas de nosso jornal, até o ano de 2012. E agora este trabalho, além de estar em nosso Site, transforma-se em um belo Projeto Literário, e sairá em 4 edições. E cuja obra estou tendo a honra de ser o autor do Prefácio.

E, durante a prosa, surgiu o nome da grande cantora, a saudosa Neide Roberto, que é uma das personagens a ser biografada. Então, para relembrar este momento único, abaixo a foto da artista Neide Roberto, junto aos amigos, os grandes músicos, também saudoso Weber Costa e Viola, durante um dos dos festivais da canção por onde passaram. Para recordar!

Visite o nosso Site: www.morrodogeo.com.br

Neide, Weber e Cia.

Audiência pública revela que João Monlevade arrecadou e gastou menos no primeiro quadrimestre

1 de junho de 2016

Na tarde dessa terça-feira, 31, foi realizada na Câmara Municipal audiência pública para demonstração e avaliação do cumprimento das metas fiscais referentes ao primeiro quadrimestre de 2016. A audiência foi presidida pelo vereador Guilherme Nasser (PSDB), presidente da Comissão de Finanças, Orçamento e Tomada de Contas da Casa.

Também estiveram presentes os vereadores Sinval Dias, Tuquinho (ambos do PSDB), Leles Pontes (PRB), Telles Guimarães (PHS), Fabrício Lopes (PMDB), Vanderlei Miranda (PR), Thiago Titó (PDT) e o presidente da Casa, Djalma Bastos (PSD). Os demais justificaram ausência. Participaram, ainda, o assessor especial da Secretaria Municipal de Planejamento, Eduardo Bastos, e o contador da Prefeitura, Adilson Arlindo Carlos, responsável pela apresentação dos dados.

De acordo com os números do Executivo, a previsão de arrecadação para o ano de 2016 era de R$185 milhões. Contudo, somente no primeiro quadrimestre, o município deixou de arrecadar R$3.383.061,71. Dessa forma, Monlevade deverá fechar o ano com uma receita menor que a prevista.

Apesar da arrecadação nos dois primeiros bimestres do ano não ter atingindo a meta prevista, o município conseguiu equilibrar as contas tendo em vista que gastou menos no período. Dos mais de R$51 milhões previstos, a Prefeitura gastou R$6.092.425,00 a menos no primeiro quadrimestre de 2016.

A disponibilidade financeira do município em 30 de abril era de R$22.816.902,68. Desse total, R$15.774.382,55 serão destinados ao cumprimento de convênios federais, estaduais e contas já vinculadas. Os R$7.042.520,13 restantes serão destinados ao pagamento de despesas correntes e da primeira parcela do 13º salário dos servidores.

Gastos com saúde e educação

Com relação aos gastos referentes à educação no referido ano, o valor legal mínimo é de 25%, totalizando R$9.853.467,34. Até o primeiro quadrimestre, o Executivo já havia gasto 23,52% desse valor, o que corresponde a R$9.269.895,17.

Quanto à saúde, o município deve investir o percentual mínimo de 15%, correspondendo a R$5.912.080,40. Contudo, o índice investido pela Administração no período chegou a 22,46%, totalizando R$8.849.351,71.

Metas e prioridades da LDO

Ainda durante a audiência, foram apresentadas as metas e prioridades da Lei de Diretrizes Orçamentárias do município para o ano de 2017.

Entre as prioridades estabelecidas pelo Executivo está a construção e aquisição de mobiliário para novos Centros de Educação Infantil, ampliação das equipes de Estratégia Saúde da Família (ESF), pavimentação e revitalização de mais vias urbanas e extensão de adutoras e rede de abastecimento de água. A previsão de arrecadação da Prefeitura para o ano que vem é de R$187.011.645,58. Contudo, Eduardo Bastos já adiantou que o município não deve arrecadar esse montante.

Eficiência na gestão

Ao fim da audiência, os vereadores elogiaram a transparência e a eficiência da gestão municipal. Para o vereador Fabrício Lopes, a apresentação dos dados foi sucinta e de fácil compreensão por parte de todos. O parlamentar parabenizou, ainda, a equipe técnica do Executivo pelo trabalho desenvolvido.

Já o vereador Guilherme Nasser, presidente da Comissão de Finanças da Casa, destacou a austeridade com que a Administração fez conduzindo as finanças do município. Por fim, o presidente Djalma Bastos enalteceu, mais uma vez, a transparência do governo Teófilo Torres. “Desde o início, a Prefeitura sempre conduziu a gestão pública de forma limpa e austera. Foi preciso enxugar em alguns pontos tendo em vista a crise financeira pela qual passam os municípios brasileiros. Apesar disso, o Executivo vem conseguindo desenvolver muito bem o seu papel”, declarou.

Audiência pública (1)

Na Mesa que dirigiu os trabalhos, vereadores e secretários

(ACOM?CMJM)