Mais uma Obra sobre a História de João Monlevade!

João Monlevade é uma cidade verdadeiramente privilegiada em termos de valores culturais. Temos por aí artistas que tanto contribuíram ou ainda contribuem para a nossa cultura. E tal fato me chamou a atenção no sábado passado, quando assistia ao programa “Terra de Minas” e o tema era sobre o poeta Carlos Drumond de Andrade e a sua terra-natal, Itabira. Daí, cheguei a postar na rede social do Facebook que “temos de ter uma inveja boa da vizinha Itabira, por ter nos dado o poeta Drumond”. Nisso uma amiga interpelou: – “E Monlevade nos deu o professor Luciano…criou o Coral Monlevade.. nos deu Neide Roberto, o professor Tim e outros artistas… Figuras de grande importância no cenário brasileiro. Precisamos aprender a dar valor ao tesouro que temos em mãos”. Pronto, tal comentário colocou-me em uma posição de xeque-mate e fiquei a refletir. E não é que a amiga tem razão!

Pois é, mas muitas vezes nos esquecemos de dar valor aos artistas que estão ao nosso lado, que foram criados conosco, para olharmos em outras fronteiras. Teria aqui um número enorme de pessoas que fizeram ou fazem história neste contexto em João Monlevade, principalmente na área literária. Assim como já tivemos um boom de escritores e obras lançadas na década de 80, com alguns ótimos trabalhos, cuja inspiração, posso dizer, veio do GEL – Grêmio de Estudos Literários -, criado por pessoas apaixonadas pela literatura, entre as quais o saudoso professor Nilton de Souza (Tim), F. de Paula Santos (Barcelona), Geraldo Magela Ferreira, Wir Caetano, Wellis Couto, Hélio Fidêncio e outras personalidades. E o GEL deu bons frutos.

E agora ressurge outra safra, até de pessoas mais experientes, e compromissadas em resgatar o passado de nossa terra e que nos faz conhecedores da nossa história. Mais recentemente o amigo Afonso Torres, o “Afonsinho”, que tão bem escreveu uma obra relatando de forma fiel a vida do pioneiro Jean de Félix Dissandes Monlevade, e agora mais um livro a ser lançado, do professor Geraldo Eustáquio Ferreira, o “Dadinho”, biografando personalidades de João Monlevade. E, sobre esta obra, cujo início se deu em nosso jornal, “Morro do Geo”, no ano de 2006, quando Dadinho começou a escrever no periódico a Coluna “Nossa terra, Nossa Gente”, posso falar que me enche de orgulho. Ainda mais por ter sido convidado pelo autor a fazer o prefácio de seu trabalho historiador. Muito me honra. E este será apenas o 1º Volume, em um total de quatro, como planeja o professor. E garanto: uma leitura imperdível!

Mas, falando de nossa terra e de nossa gente, pessoas ligadas às artes, nossa cidade é privilegiada. Já exportamos muitos talentos e outros, mesmo que não valorizados, insistem neste cenário. Somos peças em atividades e, mesmo tendo de deixar o barco meio à deriva por algum tempo, somos perseverantes nesta luta chamada arte. E que caminhe em qualquer direção, mas sempre em frente.

Uma homenagem póstuma aos grandes artistas Neide Roberto, Severino Miguel, Gerhart Michalick, Nilton de Souza, Guido Valamiel, João Félix, Zely, Mestre Cardoso e outros que deixaram aqui as suas obras e se tornaram imortais.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: