A nossa boa lembrança de um bom homem!

Acordei agora cedo com o telefonema do amigo “Lilico”, velho taxista de João Monlevade. Infelizmente, não era notícia boa. Já atendi ao telefonema meio receoso e não deu outra: Do outro lada da linha o amigo dizia: – “Marcelo, você está em Monlevade”? “Não”, eu respondi. – “Estou em Lavras Novas”. E já fui questionando sobre o que havia ocorrido. E Lilico completou: – “Seu Odorico faleceu à meia noite de hoje”, referindo-se ao seu velho pai. Senti um aperto. Afinal, gostava muito de Seu Odorico, também taxista, na época que chamávamos os profissionais de “Chofer de Praça”. Sempre ali na Estação de Trem, aguardando os passageiros, com um sorriso meio tímido e uma fala mansa, sempre prestativo e muito educado. Foi-se aos 91 anos bem vividos, e deixando sua obra em vida.

Descanse em paz, Seu Odorico. E certamente reencontrará sua velha companheira, saudosa D. Amélia, ( a mulher de verdade), que se foi a alguns anos, ao lado do Pai. Fica a nossa saudade!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: