Archive for novembro \25\UTC 2017

Vá em Paz, “Taquinho”!

25 de novembro de 2017

Faleceu neste sábado o advogado Sebastião Eustáquio Carvalho, o conhecido “Taquinho Advogado” (foto abaixo). Ele passava por problemas de saúde. Deus conforte os familiares e amigos.

Taquinho teve uma história bonita em João Monlevade, uma cidade que amava muito. Defensor de suas raízes, de sua memória, chegou a ter uma Coluna no nosso jornal, o “Morro do Geo”, onde escreveu artigos interessantes e relatou fatos que marcaram uma época e,m nossa cidade. Entre elas, todo o relato sobre a construção do Viaduto (Escadarias) que ligaga a Praça do Cinema à Cidade Alta. E por algumas vezes foi também meu advogado em algumas ações que sofremos na Justiça e que fazem parte da profissão do jornalista. O último caso mesmo e o qual vencemos, ocorreu em 2014. Mas não só escrevinhador, fez da fotografia um roby e acabou se profissionalizando. Grade fotógrafo e ensaiava lançar um livro entre as fotos do passado e do presente de João Monlevade. Que fique viva a sua memória!

Vá em Paz e Deus lhe dará um lugar de descanso!

Anúncios

Novo Projeto!

11 de novembro de 2017

Na última quarta-feira dei início a uma pesquisa em meus arquivos de fotografias, sobre os eventos que realizamos aqui em Lavras Novas, desde que aqui chegamos, em 5 de julho de 2013. Vim para ficar uns 5 meses, terminar minha Obra Literária, e já me aproximo de 4 anos e meio de morada neste distrito maravilhoso. E, como Deus me prestou a uma Missão – porque não cheguei aqui por um acaso -, resolvi desenvolvê-la junto à Comunidade e, graças a Ele, conseguimos plantar alguma semente neste fértil terreno. De gente boa e hospitaleira, e um lugar mágico.

Consegui abrir uma Pasta dos eventos e, modéstia à parte, não são poucas. Foi difícil fazer uma seleção. E agora partir para um novo Projeto, que é o de registrar tudo isto em um Livro de Memórias desta bela Lavras Novas e do seu povo. Das histórias, dos causos, das crendices, da fé e da devoção em Nossa Senhora dos Prazeres. E que Ela no abençoe e Deus nos dê saúde e inteligência para tornar este sonho realidade. Amém!

Apresentação da Corporação Musical Guarani, de João Monlevade, em Lavras Novas. Abril de 2016, ao lado da Igreja Nossa Senhora dos Prazeres

Câmara de Monlevade concede diploma de Honra ao Mérito a voluntário do Sevor

9 de novembro de 2017

Na noite de ontem, 8, a Câmara Municipal de João Monlevade homenageou com o diploma de Honra ao Mérito o voluntário Carlos Clemente Teixeira. A honraria foi concedida pelo vereador Belmar Diniz (PT) diante os relevantes serviços voluntários e sociais prestados por Clemente em prol da população monlevadense e também da região do Médio Piracicaba. Clemente é técnico em Enfermagem e ingressou como voluntário no 45º Grupo de Escoteiros de João Monlevade em 1991. Clemente também já atuou na Cruz Vermelha onde participou de diversas ações sociais. Em 2001, foi um dos fundadores do Serviço Voluntário de Resgate (Sevor), grupo do qual é voluntário até hoje. Clemente ainda participa do Grupo Amigo Solidário, que promove a arrecadação de roupas, cestas básicas e brinquedos para serem doados a famílias carentes.

Em seu discurso, Clemente disse estar feliz em receber a homenagem. “Gostaria de agradecer à Câmara e ao vereador Belmar por me proporcionarem esse momento. Agradeço também à minha família, aos companheiros do Sevor, dos Escoteiros e do Grupo Amigo Solidário. Quero continuar ajudando o próximo enquanto Deus assim me permitir”, declarou. Autor da homenagem, o vereador Belmar Diniz parabenizou Clemente por seu trabalho e destacou seu compromisso com o próximo. “Sua simplicidade e a vontade de sempre querer ajudar quem necessita é algo que nos comove. Que Deus possa continuar lhe abençoando para que você continue ajudando ainda mais pessoas”, afirmou.

Vereadores e o homenageado

Foto: Cíntia Araújo/Acom CMJM

Ninguém é Substituível!

9 de novembro de 2017

Na sala de reunião de uma multinacional o diretor nervoso fala com sua equipe de gestores…
Agita as mãos, mostra gráficos e, olhando nos olhos de cada um ameaça: “Ninguém é insubstituível”!
A frase parece ecoar nas paredes da sala de reunião em meio ao silêncio.

Os gestores se entreolham, alguns abaixam a cabeça.
De repente, um braço se levanta e o diretor se prepara para triturar o atrevido:
– Alguma pergunta?
– Tenho sim.
E Beethoven?
– Como? – o encara o diretor confuso.
– O senhor disse que ninguém é insubstituível e quem substituiu Beethoven?
Silêncio…

O funcionário fala então:
– Ouvi essa história esses dias, contada por um profissional que conheço e achei muito pertinente falar sobre isso. Afinal as empresas falam em descobrir talentos, mas no fundo, continuam achando que os profissionais são peças dentro da organização e que, quando sai um, é só encontrar outro para por no lugar.
Então, pergunto: quem substituiu Beethoven? Tom Jobim? Ayrton Senna? Ghandi? Frank Sinatra? Garrincha? Santos Dumont? Monteiro Lobato? Elvis Presley? Os Beatles? Jorge Amado? Pelé? Paul Newman? Tiger Woods? Albert Einstein? Picasso? Zico?

O rapaz fez uma pausa e continuou:
– Todos esses talentos que marcaram a história fazendo o que gostam e o que sabem. E, portanto, mostraram que são sim, insubstituíveis.
Não estaria na hora dos líderes das organizações reverem seus conceitos e começarem a pensar em como desenvolver o talento da sua equipe, em focar no brilho de seus pontos fortes e não utilizar energia em reparar seus erros ou deficiências?
Nova pausa e prosseguiu:
– Acredito que ninguém se lembra e nem quer saber se BEETHOVEN era SURDO, se PICASSO era INSTÁVEL, CAYMMI PREGUIÇOSO, KENNEDY EGOCÊNTRICO, ELVIS PARANÓICO… O que queremos é sentir o prazer produzido pelas sinfonias, obras de arte, discursos memoráveis e melodias inesquecíveis, resultado de seus talentos. Mas cabe aos líderes de uma organização mudar o olhar sobre a equipe e voltar seus esforços, em descobrir os PONTOS FORTES DE CADA MEMBRO. Fazer brilhar o talento de cada um em prol do sucesso de seu projeto.

Divagando o assunto, o rapaz continuava.
– Se um gerente ou coordenador, ainda está focado em ‘melhorar as fraquezas’ de sua equipe, corre o risco de ser aquele tipo de técnico de futebol, que barraria o Garrincha por ter as pernas tortas, ou Albert Einstein por ter notas baixas na escola, ou Beethoven por ser surdo. E na gestão dele o mundo teria PERDIDO todos esses talentos.

Nunca me esqueço quando o Zacarias dos Trapalhões ‘foi pra outra morada’…
Dedé, ao iniciar o programa seguinte, entrou em cena e falou mais ou menos assim: “Estamos todos muito tristes com a ‘partida’ de nosso irmão Zacarias… e hoje, para substituí-lo, chamamos: .…NINGUÉM, pois nosso Zaca é insubstituível!
O silêncio foi total!

Conclusão:

Nunca esqueça: VOCÊ É UM TALENTO ÚNICO!
Pergunte à sua esposa, seus filhos e amigos se o substituiriam.
Com toda certeza Ninguém te SUBSTITUIRÁ!

Uma boa semana , amigo INSUBSTITUÍVEl! Ninguém é Substituível!

(Autor Desconhecido)

Hora de me readaptar!

5 de novembro de 2017

Domingo e eu aqui de frente para a tela deste Computador. Decidido a tomar uma decisão difícil, mas decidido. Convicto de que chegou o momento. É a hora e somente eu posso tomar esta decisão. Ninguém mais. Pedi muito a Deus para ajudar nesta escolha, que nem sei se será a acertada. Mas está feita e Ele me mostrou o caminho. Da mesma forma que ocorreu alguns anos atrás, é o momento de não parar no tempo, porque creio que fui para cumprir um missão. E a cumpri, da melhor forma que pude. E um aprendizado e uma experiência que não têm preço. Entendi que não precisa de muito para ser feliz, mas sim de pessoas que fazem a diferença, como este lugar me mostrou. De fé e de esperança sempre.

A vida é feita de escolhas, de opções. E assim como tem a hora de ir, tem o momento de chegar. Terei novamente de me adaptar. E, como diz aquela música do “Titãs”, “eu não caibo mais nas roupas que eu cabia. Eu não tenho mais a cara que eu tinha. No espelho esta cara não é minha. E quando me toquei achei tão estranho. A minha barba estava deste tamanho”…

Mas conseguiremos nos readaptar!