A Idade!

22 de junho de 2017

Hoje, uma data especial. Minha! Vamos passando pela vida e aprendendo mais. Cada dia mais. E a cada novo ano, menos pressa. Afinal, como diz o poeta, “já tive muita pressa nesta vida e hoje prefiro andar devagar”.

Brota a experiência do cotidiano. As coisas veem mais da alma. Os sentimentos são mais à flor da pele. A música tem de ser de qualidade e os amigos são os velhos e os novos.

Mas fica sempre cada qual com a sua luminosidade. E a minha continuará sendo esta, independente da idade. Meu caráter, minhas lutas e meus ideais. Isto ninguém tira de mim. E nem minha busca pelos meus projetos. Mas, sempre, meus agradecimentos ao Criador, porque é Ele quem nos guia e nos orienta.

Juiz cassa mandato da prefeita e vice de Monlevade

19 de junho de 2017

O juiz da Comarca de João Monlevade, Rodrigo Braga Ramos, cassou o mandato da prefeita de João Monlevade, Simone Carvalho, e do vice Fabrício Lopes. Decisão se deu na tarde de hoje e ação foi movida pelo Ministério Público, que aponta que a chapa vencedora nas eleições municipais do ano passado foi beneficiada com artigos assinados pelo jornal “O Celeste”. A prefeita e o vice vão recorrer à sentença junto ao TRE, no cargo. Caso a decisão se mantenha, ocorrerá novas eleições municipais.

Fica aqui apenas um questionamento: a imprensa agora não pode opinar? Deve ter seu direito de liberdade de expressão cerceado?

Muito nos estranha, porque outros jornalistas mostraram a cara, deram suas opiniões, defenderam votos não apenas para Simone Carvalho, mas com também para Dr. Railton Franklin e Conceição Winter. Então, fica meu questionamento. Somos livres e temos o direito de expressar nossas opiniões!

Pratos do Festival da Culinária de Buteco de Lavras Novas

16 de junho de 2017

Será realizado de 22 a 30 de julho a III Edição do “Festival da Culinária de Buteco de Lavras Novas”, com a “Saideira” ocorrendo no dia 29; e a “Ressaqueira” no dia 30, com várias atrações musiccis e contando inclusive com duas bandas de João Monlevade. O evento contará, este ano, com nove estabelecimentos participantes, entre bares e restaurantes, com pratos variados. Além de duas barracas de doces e uma de artesanato em taquara.

Abaixo, a apresentação dos 9 pratos (tira-gostos) e seus respectivos nomes, em Ordem Alfabética, todos bem criativos, e dos estabelecimentos participantes:

“Asas da Imaginação” (Brahmeiros Bar) – “Delícias de Lavras” (Restaurante Bambullin) – “Dus Prazeres” (Villa dos Tigres) – “Iscas de Frango de Dona Maria” (Restaurante de D. Maria) – “Mistura Fina” (Cantinho de Minas) – “Polenta na Costela com Jiló Arrumado” (Nome Provisório – Bar do Doriedson) – “Trem de Mineiro” (Bar do Zuim) – “Trenzinho Diferente” (Na Boa Bar) – “Trio das Geraes” (Serra do Luar).

Realização: Marcelo Melo – Jornal “O Lavrasnovense”

 

Parceria: App Lavras Novas

Apoio Cultural: Shine On Comunicação e Secretaria Municipal de Turismo, Indústria e Comércio de Ouro Preto.

 

Fotos: Marcelo Melo.

“Asas da Imaginação”

“Delícias de Lavras”

“Dus Prazeres”

“Iscas de Frango de Dona Maria”

“Mistura Fina”

“Polenta na Costela com Jiló Arrumado”

“Trem de Mineiro”

“Trenzin Diferente”

“Trio das Geraes”

 

 

Evento comemora Dia de Combate à Violência Contra o Idoso em João Monlevade

15 de junho de 2017

O Dia Internacional de Combate à Violência Contra a Pessoa Idosa foi comemorado na manhã desta quarta-feira, 14, na Praça Sete, em Carneirinhos. O evento foi realizado pela Prefeitura Municipal de João Monlevade, por meio da Secretaria de Assistência Social, envolvendo o CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social), o CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) e o COMTI (Conselho Municipal da Terceira Idade). Participaram também grupos de terceira idade, Lions Centro, Lar São José e APAE. Houve recital de poesias e apresentações dos corais Convivência Feliz e Reencontro em Seresta. Os alunos do 9º ano da Escola Estadual Dona Jenny Faria fizeram panfletagem com orientações sobre os direitos dos idosos.

Para a presidente do COMTI, Luciana Mara Drummond, “temos que defender e cuidar dos idosos que sempre nos auxiliaram. Envelhecer com dignidade é um direito de todos”, afirmou. Representando a Secretaria de Assistência Social, a assessora Nádia Cota Guimarães justificou a ausência da secretária Dorinha Machado e leu uma correspondência dela. “Reafirmamos o nosso compromisso de trabalhar pelos direitos dos idosos, sobretudo junto às ações do CRAS e CREAS”, realçava a mensagem.

O Dia Internacional de Combate à Violência Contra a Pessoa Idosa é comemorado mundialmente em 15 de junho. Nesse dia, ocorrem manifestações para alertar a sociedade sobre os maus tratos e a negligência sofrida por idosos. Em João Monlevade, a comemoração foi antecipada devido ao feriado de Corpus Christi. Para denunciar a violência contra os idosos, o serviço é o Disque 100.

Apresentação do Coral Convivência Feliz durante as comemorações do Dia de Combate a Violência contra o Idoso

Coordenadores de trabalhos de assistência social e de entidades na Campanha contra a Violência ao Idoso

Mais um que se vai da Velha Guarda da Vila!

10 de junho de 2017

A Vila Tanque, onde nasci e me criei. Onde vivi minha pré e minha infância. E praticamente a minha adolescência e parte da juventude. Da Contorno, onde tudo começou, da Rua 10 e da Rua 25. Do Eugênia Scharlé e do Polivalente, o antigo Premen. Das peladas do Campin Pereira e dos jogos entre os bons time da Vila, que se enfrentavam no Campo da Lenheira. Da Rua do Sapo, da Esquina da Rua 22.

Pois é, mas a vida é assim, efêmera. Passa sem que a gente perceba muitas vezes o valor das pessoas que estão à nossa volta. Dos antigos e velhos amigos. Da turma de rua, das brincadeiras de moleque. A Vila faz parte de nossas vidas. E, para mim e para tantas outras pessoas, conterrâneos, contemporâneos ou não, ainda é um símbolo, uma base. Falar na Vila Tanque para quem nasceu e viveu ali, é algo diferente, como se fizesse parte de nossa pele.

Mas hoje a Vila perde mais um personagem de sua história, o grande Sr. Jair Caixêta. Foi-se nesta manhã de sábado, aos 98 anos de idade. Mais um da Velha Guarda que se vai. Deixou sua obra imortalizada, nesta Vila onde passou quase toda a sua vida, ali, na Rua 13. Com sua esposa, já saudosa D. Jandira, onde criou seus rebentos e foi feliz, com toda certeza. Uma grande figura que tantas vezes brincava com a gente, ainda crianças. Com sua voz postada, firme. Pessoa do bem! E que, felizmente, também tive a oportunidade de homenageá-lo em vida. Assim como foi com D. Nenêga, que os deixou recentemente. Sr. Jair Caixêta, parte de nossa história que se vai! Vai deixar saudade e sabemos que terá um bom lugar ao lado do Pai! Vá em Paz!

A Vila passa pela Contorno

(Foto: Marcelo Melo)

Vá em Paz, Sr. Jair Caixêta!

10 de junho de 2017

Acabou de falecer em João Monlevade o Sr. Jair Caixeta, pai de nosso amigo Jair Caixeta Filho, o “Jaca”, de Ana Maria, Lúcia e outros. Sr. Jair residia na Vila Tanque e estava com 98 anos. Deus conforte os familiares e amigos.

Sepultamento deverá ser realizado na manhã deste domingo.

Na foto Sr. Jair aparece ao lado da saudosa esposa Jandira, do filho Jaca, de um neto e uma nora. Vá em Paz, Seu Jair! (Álbum de Família)

Começa dia 12 o Cadastramento Escolar 2018 em João Monlevade

9 de junho de 2017

Vai começar o cadastramento 2018 para o ensino fundamental da rede pública de Minas Gerais.  E com uma grande novidade: agora, o cadastro é pela internet.  De 12 a 23 de junho, os interessados podem acessar o site www.educacao.mg.gov.br, e garanta a vaga do seu filho para o ano que vem. É preciso ficar atento, pois o prazo foi ampliado, mas não será prorrogado.

Podem se cadastrar crianças de 6 anos ou que vão completar essa idade até 30 de junho de 2018, alunos vindos de outras localidades ou de escolas particulares, além de candidatos ao curso de Educação de Jovens e Adultos do Ensino Fundamental. Agora, o cadastro é pela internet também pode ser feito para a educação especial.

A prefeita Simone Carvalho Moreira (PSDB) informou que, caso você não tenha acesso à internet, você pode procurar a Secretaria Municipal de Educação de João Monlevade. Depois, no dia da matrícula, é só comparecer à escola com a certidão de nascimento do seu filho e uma conta de luz recente, sempre com o documento original e uma cópia. A prefeita lembrou que, para alunos transferidos de escolas particulares ou jovens que desejam retornar aos estudos, também é necessário o comprovante de escolaridade.

Falece edu Maluf

8 de junho de 2017

Acabou de falecer em Belo Horizonte o empresário e diretor de futebol do Clube Atlético Mineiro, Eduardo Maluf, popular Edu Maluf (foto), aos 61 anos de idade. Natural de João Monlevade, foi jogador de futebol de salão pelo Grêmio Esportivo Monlevadense e profissional pelo Valério Doce, de Itabira, onde acabou se tornando um empresário de respeito no mundo esportivo. Foi primeiro diretor de futebol no Cruzeiro, depois transferindo-se para o Atlético, considerado um dos melhores diretores de futebol no país.  Ele lutava contra um câncer e a notícia foi dada agora a pouco pela Rádio Itatiaia.

Sua mãe, Dona Farid, reside em João Monlevade, onde é proprietária das Casas Maluf. Aos seus irmãos, à sua mãe, familiares e amigos, nossos sentimentos e Deus conforte a todos. Ele deixa esposa e 4 filhos.

Audiência Pública: Falta de qualificação é apontada como uma das causas de desemprego

7 de junho de 2017

Na tarde dessa terça-feira, 6, foi realizada na Câmara Municipal audiência pública para discutir sobre as causas, consequências e perspectivas do desemprego em João Monlevade. A audiência foi solicitada pelo vereador Belmar Diniz (PT). O evento contou com a participação dos vereadores Cláudio Cebolinha, Lelê do Fraga (ambos do PTB), Thiago Titó (PDT), Leles Pontes (PRB), Pastor Carlinhos (PMDB) e Gentil Bicalho (PT); da secretária municipal de Planejamento, Elisângela Almeida; do assessor Eduardo Bastos; do presidente da Associação Comercial e Industrial de Monlevade (Acimon), Carlos Arthuso; do gerente da entidade, Iarlei Quintão; do gerente de Recursos Humanos da ArcelorMittal Monlevade, João Carlos de Oliveira Guimarães; da gerente do Centro de Apoio ao Trabalhador do Sistema Nacional de Emprego (CAT/Sine), Maria Goretti Silva Navarro; de representantes de empresas e entidades locais e alunos da Faculdade Doctum.

Primeiramente, a gerente do CAT/Sine apresentou os dados relativos ao atendimento realizado pelo setor este ano. De acordo com Goretti, no período de 01 de janeiro a 31 de maio de 2017, 7.838 pessoas foram atendidas pelo CAT. Desse total, 2.557 pessoas foram encaminhadas a vagas de trabalho, sendo que apenas 321 foram inseridas no mercado. “Este ano, conseguimos captar apenas 434 vagas. Percebemos que o que falta é qualificação dos profissionais. Muitas vezes, ficamos com vagas em aberto por um longo período devido à falta de profissional qualificado para preenchê-la”, explicou.

Goretti disse, ainda, que nesse cenário de crise as empresas têm exigido profissionais multifuncionais, ou seja, que desempenham mais de uma função. “Antes, as empresas solicitavam um supervisor de obras e um motorista, por exemplo. Hoje, elas querem um supervisor de obras que tenha carteira de habilitação para fazer as duas funções, mas recebendo apenas por delas”, comentou.

Para a gerente do CAT/Sine, uma solução para melhorar o cenário no município seria que o poder público, juntamente com entidades locais, viabilizasse a realização de cursos de aperfeiçoamento gratuitos aos profissionais que estão fora do mercado de trabalho.

Já o presidente da Acimon, Carlos Arthuso, apresentou algumas ações para alavancar o desenvolvimento de Monlevade pela perspectiva da associação. Segundo o empresário, seria importante a criação da Secretaria de Indústria e Comércio no município a fim de fomentar o setor criando novas oportunidades. Além disso, Carlos Arthuso ressaltou a importância de a Prefeitura Municipal investir na infraestrutura do Distrito Industrial. “O local não tem estrutura adequada para receber novas empresas. É necessário que a Administração faça investimentos no Distrito como pavimentação, melhoria da iluminação e construção de galerias de rede pluvial”, apontou.

Além disso, o empresário reforçou a importância de se reestruturar a Incubadora de Empresas, localizada no bairro Baú. “Precisamos criar condições para que empresas de pequeno e médio porte consigam se desenvolver por si sós. Hoje, a Incubadora tornou-se um local para cessão de espaço”, declarou. Com o objetivo de recuperar a Incubadora, a Acimon está fomentando uma parceria com o Sebrae, Prefeitura e Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop). De acordo com Carlos Arthuso, a proposta é incubar as empresas por um tempo determinado e capacitá-las para se firmarem no mercado de trabalho.

O gerente de Recursos Humanos da Usina, João Carlos Guimarães, também falou sobre o desemprego em Monlevade. Segundo ele, o nível de candidatos a vagas de emprego na empresa está em declínio. “Existe, sim, mão de obra qualificada na cidade. O que falta é experiência. Apesar de conseguirmos profissionais qualificados, a maioria não tem experiência na área para a qual se candidatou. Assim, precisamos, muitas vezes, recorrer a candidatos de outros municípios”, explicou.

Outro ponto destacado por João Carlos está atrelado ao fato da crise que assola o país e também o município ser um fator que impede que a ArcelorMittal invista mais em Monlevade. “Em momento nenhum, desde o início da crise, abandonamos o projeto de expansão da unidade. A gente sabe que essa crise vai passar, que voltaremos à normalidade, mas não sabemos quando isso vai acontecer. É preciso que Monlevade se readéque à atual realidade econômica para aproveitar as mínimas oportunidades que possam surgir”, concluiu.

Ao fim da audiência, ficou definido que o vereador Belmar Diniz, autor do encontro, juntamente com os demais vereadores, elaborem um documento com as sugestões apresentadas durante a audiência a fim de avaliar quais medidas seriam viáveis colocar em prática a curto prazo para melhorar o panorama do desemprego no município.

Audiência Pública na Câmara discutiu o desemprego

O chefe do DRI da ArcelorMittal, João Carlos, também participou do debate

(Fotos: Maria Tereza – ACOM/CMJM)

Sem entender!…

7 de junho de 2017

Cada dia mais me espanto quando me deparo com pessoas de meu convívio, gente do bem e de caráter. De intelecto elevado, ainda defendendo um ladrão e cínico como o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Tudo bem que alguns usam desta estratégia porque dependem do PT e do poder para se sustentarem financeiramente; dá para compreender. Mas outros não! Estes parecem ter passado por uma lavagem cerebral de grande potencialidade e insistem defender quem não tem defesa.

Nem vou falar aqui no Lula como presidente, porque contribuiu, sim, de forma sistemática, em questões sociais. Pontos importantes foram positivos em seu governo e beneficiaram a população mais pobre. Disto não tenho dúvidas. No entanto, o que fez para se beneficiar com o seu poder, roubando, usando meios escusos para enriquecer sua família, crescer seu patrimônio colocado em nomes de laranjas, corromper-se, tornar-se mais um bandido entre os políticos deste país, e ainda ter a cara de pau de negar tudo, é inadmissível. E pior: ter tanta gente do bem compactuando com seus crimes e o defendendo de forma sistemática. E colocando a culpa nesta “imprensa elitista”. Valha-me, Deus!

Pois é, tenho vários amigos ligados ao PT, e até parentes, entre militantes e simpatizantes. Respeito a todos como pessoas e preservo a amizade com aqueles que valem a pena. Não abro mão disto. Afinal, ter amigos é uma grande riqueza. Mas por favor, não venham defender este cara e nem outro político qualquer envolvido em corrupção, porque não tenho paciência e nem estômago.