E o Kiko?

22 de setembro de 2016

Perseguição em política é um fato natural. Nós, militantes da imprensa, temos larga experiência neste sentido. Infelizmente, muitos políticos não aceitam críticas e se consideram imunes como homens públicos. Mas isto é pauta pra outra hora.

O que quero aqui é mostrar minha indignação para com os coordenadores da Coligação “Juntos Por Monlevade”, formada pela chapa Railton e Laércio, que negaram anúncio de um “Santinho” da coligação no jornal “Gazeta Regional”, onde hoje atuo como editor-chefe. E, como justificativa, afirmaram a um funcionário do periódico que “não iremos fazer anúncio com o Gazeta porque o Marcelo Melo trabalha com vocês”.

Isto que eu chamo de babaquice e imbecilidade. E que bom, mesmo fora de João Monlevade,incomodo. Imaginem se assumem o poder! E o Kiko? TNC!

Para o amigo Magela!

19 de setembro de 2016

Há pessoas que são diferenciadas. Defendem mesmo sua bandeira, são verdadeiramente idealistas. Não como alguns idiotas, que trocam de grupos políticos como trocam de roupas, em busca de um “cantinho” ao sol. Em toda disputa eleitoral, principalmente quando se trata de uma eleição municipal, o sangue às vezes esquenta e acabamos tendo divergências que provocam até inimizades por questões partidárias. Por alguns vale a pena digerir d relevar a troca de “gentilezas”, mas por outros é melhor mesmo perder o contato, jogar fora o que não serve em nossa estante.

Pois bem, mas entre um grupo de petistas radicais, verdadeiros xiitas, que em bando são corajosos e até partem pra briga para se auto afirmarem – disse, em bando -, outros são diferenciados e cito aqui o meu grande amigo Geraldo Magela ferreira. Nestes tantos anos de disputa e, desde as eleições municipais de 1988 em lados opostos, jamais misturamos amizade com política partidária. Sempre houve respeito em relação à opinião do outro, mesmo quando trabalhamos juntos em redações de jornais e na extinta Rádio Tiradentes/Globo, hoje Cultura. Um cara que é verdadeiramente idealista e sempre ligado à esquerda. Uma pessoa que acreditava também que o Partido dos Trabalhadores seria diferente. Mas que, mesmo decepcionado com a inversão de valores que se praticou no PT, por ser do bem, continua firme porque é um idealista e que não se afasta de suas bases.

A você, meu amigo Magela, parceiro de tantas artes, desde os tempos da Vila Tanque, nas escolas Eugênia Scharlé e Polivalente. Colega dos palcos durante os anos de teatro, colega de jornalismo, colega de Faculdade, compadre e companheiro. A você, meu respeito!

Falar de política, pra quê?

13 de setembro de 2016
Falar de política, pra quê? Defender este ou aquele candidato, pra quê? Pensando aqui com meus botões, como gostavam de falar os sábios, é muita perda de tempo. Uns defendem por interesses pessoais, outros para garantir um lugar nas tetas, outros por ideais de merda e outros ainda porque gostam de defender uma causa, mesmo que inglória. Os políticos brasileiros, ou melhor, 90% deles, mereciam sim o nosso silêncio, o nosso desprezo, a nossa hostilidade, a nossa decepção para com eles. Pedir votos de 4 em 4 anos, quando aparecem nas portas de nossas casas. Atuam como vermes que atacam de tempo em tempo e depois somem.
Falar de política, pra quê? Assistindo aos telejornais diariamente, lendo os impressos ou ouvindo as emissoras de rádio, é tudo a mesma notícia. Deparar com políticos canalhas e mentirosos como Lula, Renan Calheiros, Eduardo Cunha, José Genoíno, José Dirceu, José Sarney, Jarbas Barbalho, Dilma Roussef, Aécio Neves, Eduardo Azeredo, Michel Temmer, João Paulo e tantos outros, dá nojo! Nos faz ter antipatia da política partidária, porque todos estes elementos se enriqueceram ilicitamente, até que provem o contrário.
Vamos falar de amor, de fé, de amizades sinceras. Vamos tomar uma cerveja e degustar um churrasco, que seja na laje ou na praia, ou no quintal com um bom samba de roda. Cansei de falar de política e de defender políticos de uma classe que não merece. Cansei de entrar em atrito com amigos por causa desta coisa asquerosa. Sei que minha profissão exige e jamais fugiria da raia em dar minha opinião. Não tenho medo de ameaças e não sou hipócrita. Mas às vezes cansa se expor tanto em nome de um ideal de vida. Sou cheio de defeitos, graças a Deus. Mas sempre busquei ser ético em minha profissão e tenho várias lutas; algumas das quais me orgulho e outras das quais me arrependo. Mas tudo que fiz foi por acreditar que a vida poderia ser bem melhor. E será!

Dr. Carlos Alberto se despede. Vá em Paz!

11 de setembro de 2016

Quem faleceu neste sábado foi o Dr. Carlos Alberto José Guimarães, esta grande figura humana. Um grande profissional e carismático.
Tive o prazer de trabalhar com ele, quando assessor da Câmara Municipal de João Monlevade, e ele era vereador. Tratava-se de um político diferenciado. Correto em sua ações e sempre buscando a justiça. Voluntário, foi um dos grandes colaboradores da APAE de João Monlevade e prestava diversos serviços comunitários. Perde a Vila Tanque, onde residia há anos, e João Monlevade.

Corpo estará sendo velado no Velório Municipal, a partir das 10 horas. Sepultamento se dará às 16 horas, no cemitério do Baú.

Que Deus conforte os familiares e amigos.

dr-carlos

Na foto, com sua filha

Idealistas de meia pataca!

10 de setembro de 2016

O PT quebrou este país. Roubou tanto que a economia chegou ao caos. E, ainda assim, acham que são os donos de uma verdade, absolutistas. Comparo hoje esta ação que se vê no país, após o impeachment da Dilma Roussef, a ações nazistas, liderado por um grupo de pessoas que discrimina quem não pensa ou não age como eles. Estes xiitas querem nos obrigar a entender que eles estão certos e nós, que não somos petistas, errados. Revoltados? Uma ova! Idealistas? Nunca. O negócio deles é desarticular todos que não pensam como eles.

As quebradeiras por todo o país, detonando patrimônios públicos e privados, em nome de uma bandeira vermelha que provocou a maior corrupção já vista na história deste país. E justamente eles, que votaram na chapa Dilma e Temmer, formada pelo que há de pior hoje na política brasileira, que são o PT e o PMDB. Deveriam conhecer as regras, ou seja, de que na ausência do presidente quem assume é o vice. Ah, mas eles também não se lembram de nada, assim como o chefe-mor desta Quadrilha, o senhor Luiz Inácio Lula da Silva.

Hoje eu queria mesmo era estar na Vila!

8 de setembro de 2016

bar-do-alonso

Hoje já escrevi demais. Mas hoje, minha vontade foi mesmo de falar sobre a Vila tanque. Sobre minha infância e adolescência na Vila. Sobre os bons amigos, sobre a Rua 10, a 25, a Avenida do Contorno, a Casa Pessoa, as Casas Sampaio, a venda de Seu Dão, a Farmácia de Seu Zé Maria, sobre a deliciosa comida de Dona Adelina e a prosa com o Padrinho Narciso. Sobre minha mãe, sobre D. Joaquinha, sobre os bons vizinhos. Minha vontade hoje é de chorar de saudade daquela Vila do passado, das minhas escolas Eugênia Scharlé e Polivalente. Das aulas da 1ª Comunhão, do Catecismo com Dona Lucila. Da Vila do Bar do Alonso! De Dona Maria da Lavagem!

Hoje que queria mesmo era estar na Vila e festejar com os meus amigos de sempre!

casa-pessoa

Pra não dizer que não falei das Montanhas!

8 de setembro de 2016

Abaixo, um cenário para ser apreciado e que está localizado na região de Ouro Preto, onde hoje resido. Entre Lavras Novas a Santo Antônio do Salto, passando pela Chapada. São montanhas que só nossas Minas Gerais podem oferecer.

Fotos: Marcelo Melo.

montanha-verde

20150718_153614

dsc04619

dsc03297

dsc03283

 

GEDSC DIGITAL CAMERA

GEDSC DIGITAL CAMERA

a-vila-foi-construida-sobre-a-rocha

feita-a-maos

 

 

GEDSC DIGITAL CAMERA

serra-do-buieie

GEDSC DIGITAL CAMERA

GEDSC DIGITAL CAMERA

GEDSC DIGITAL CAMERA

GEDSC DIGITAL CAMERA

o-cu-de-lavras-novas

 

 

GEDSC DIGITAL CAMERA

Adeus ao Venício. Descanse em Paz!

7 de setembro de 2016

Faleceu no dia de ontem o grande monlevadense Venício Elmar de Oliveira (foto), 77 anos. Ele encontrava-se internado em um Hospital de Belo Horizonte, com problemas pulmonares. Seu corpo está sendo velado no Velório Municipal e o sepultamento se dará nesta quarta-feira, às 12 horas, saindo para o cemitério do Baú.

Venício deixará sua obra eternizada e à sua esposa, filhos, netos, irmãos e aos amigos, nossos sentimentos. Descanse em Paz!

venicio

Dr. Railton quem procurou Laércio para ser o vice? E o ex-vereador Gleber Naime quem convenceu o ex-prefeito a aceitar o convite

6 de setembro de 2016

70% da militância do PT queria apoiar a candidatura de Conceição, mas valeu a força das lideranças “de fora” que mandam no partido em Monlevade

 

Felizmente, há mais de 30 anos militando na imprensa, temos nossos fieis informantes a quem sempre chamei pela alcunha de “Passarin Verde” (Esta patente é minha – rs). Geralmente não falham em suas informações e o que sempre pedem é o “sigilo da fonte”. Isto é nossa obrigação como jornalistas. Mas, vamos aos fatos.

Pode até parecer atrasada a informação que tenho a dar, ou piegas. No entanto, como profissional, não iria sossegar enquanto não conseguisse juntar as peças deste quebra-cabeça. E tudo somente foi possível graças à junção de informações que obtive de duas fontes, uma delas filiada ao PHS e outra filiada ao PCdoB. Afinal, é público que, após o golpe que Railton Franklin, com aval do PT, deu em Danilo Teixeira e Antônio de Paula Magalhães (Toninho Eletricista) – até então os pré-candidatos na chapa encabeçada pelo PDT visando as eleições municipais deste ano em João Monlevade – provocou um racha nos dois partidos. Tanto que uma parte do Grupo do PHS hoje apoia a candidatura de Simone Moreira e uma parte do PCdoB está apoiando a chapa encabeçada por Conceição Winter. Isto é fato!

O “Golpe”!

Mas, como a palavra é moda hoje no país, o “golpe” aplicado pelo Dr. Railton e parte do PDT foi com apoio do PT, e cujo grupo é ainda liderado pelo ex-vereador Gleber Naime de Paula e tem apoio do ex-pedetista Gentil Bicalho. No início do processo e quando o PT ainda desenhava suas alianças, alguns petistas históricos defendiam apoio à Conceição Winter. Segundo uma das fontes, durante uma das últimas Plenárias do partido, 70% dos militantes petistas eram favoráveis em apoiar a candidatura dela. Mas, sem nenhuma explicação, a proposta não foi colocada em votação. Dessa forma, o processo foi adiado até a intervenção da Executiva Municipal do PT que, segundo lembrou um ex-filiado, parece mais a uma “Comissão Provisória”, pois a grande maioria dos integrantes é de fora. No entanto, conforme citou a fonte ligada ao PHS, um convite proposto por um assessor do deputado Nozinho, que atua na cidade de Santa Bárbara, chamado Rodrigo, também ajudou a tumultuar o processo. De acordo com a informação, este assessor tinha carta branca e, com a presença de Gentil Bicalho e outros militantes do PT, solicitou uma reunião com Conceição Winter e Gercy Couto. Ao chegar para o encontro, o tal assessor teve a ousadia de fazer a seguinte proposta: “Conceição deixar de ser candidata e sair de vice na chapa de Danilo Teixeira”. No mesmo instante, indignado com a proposta, o hoje candidato a vice-prefeito na chapa, contabilista Gercy Couto, deu a seguinte resposta: -“Com esta proposta, a reunião acabou. Nós já temos candidata a prefeita”.

Dali em diante começou a surgir um clima não muito favorável entre o PDT e o PPS, e o nome do Dr. Railton voltaria a ser “namorado” pelo próprio deputado Nozinho, que nunca negou sua preferência em tentar conquistar a Prefeitura de Monlevade. E, mesmo em minoria, as lideranças do PT começariam a articular nos bastidores, tentando migrar os petistas históricos para uma aliança com Railton. E mais argumentos foram usados, sempre valendo-se do contraditório, como um que sempre foi citado pelas lideranças, de que “o PT não poderia apoiar a candidatura de Conceição Winter, porque o PPS todo votaria a favor do impeachment de Dilma Roussef”. No entanto, por estas incoerências do destino, os três senadores do PDT – Lasier Martins (RS), Telmário Mota (RR) e Acir Gurgacz (RO) – votaram pelo impeachment, ou seja, todos do partido do qual fazem parte o Dr. Railton e o deputado Nozinho. Mas, dando continuidade à proposta de se coligar com o PDT, e tendo como principal articulador o ex-vereador Gleber Naime de Paula, os petistas históricos, evitando rachar o partido, retiraram a proposta de apoiar Conceição e decidiram seguir a determinação da Executiva. Daí faltava apenas convencer Dr. Laércio a aceitar o convite feito por Railton Franklin. E, de acordo com as mesmas fontes e também de um elemento ligado ao PT, Gleber Naime conseguiu remover Laércio da ideia de não aceitar entrar na disputa, convencendo-o a participar do processo. E mais uma vez o ex-prefeito aceita disputar o cargo de candidato a vice, como ocorreu nas eleições de 2012.

Epílogo

Foi dada então a partida para a reta final. Em uma quinta-feira, meados de julho, O PT realizava sua convenção e Laércio Ribeiro acabou declarando que Railton o havia procurado, naquela semana, para que ele saísse como candidato a vice na chapa do PDT. E caso aceitasse a proposta, Railton sairia como cabeça de chapa, ou seja, candidato a prefeito. Naquela oportunidade, o grupo já se armava para tirar Danilo do páreo. Tão logo Dr. Laércio fez o comunicado, a reunião foi suspensa. Foi marcada nova convenção para a semana seguinte, ou seja, dia 22 de julho, uma sexta-feira. Tempo suficiente para que Gleber Naime e seu grupo trabalhassem para convencer Dr. Laércio a sair candidato a vice na chapa do PDT.

Na manhã de sábado, 23 de julho, surgiria a especulação de que Railton e Laércio haviam fechado um acordo. O caso alastrou-se rapidamente e, naquela mesma manhã, logo depois que mantive contato telefônico com Dr. Railton (esta história já foi relatada por mim na imprensa escrita, em meu Blog e nas redes sociais), as lideranças do PHS (partido do qual faz parte Toninho Eletricista) obrigaram Railton Franklin a dar um depoimento, apoiando a chapa. Na oportunidade, foi feito um vídeo, com as presenças de Railton Franklin; do pré-candidato a prefeito, Danilo Teixeira; e do pré-candidato a vice, Toninho Eletricista, onde o médico fez questão de ratificar seu apoio à chapa. Tal vídeo pode ser visto nas redes sociais. Mas, mesmo depois de ter participado da gravação e feito o seu “emocionado” discurso em apoio à candidatura de Danilo Teixeira, três dias depois, ou seja, na terça-feira, dia 26 de julho, o “Golpe Fatal”: tudo gravado naquele estúdio improvisado não passaria de uma cena de teatro de quinta categoria. Afinal, Dr. Railton rasgaria todo aquele Script, usado em seu discurso de apoio à chapa do PDT/PHS e aos grupos coligados, e fecharia um acordo com o PT, tendo o nome do Dr. Laércio como vice em sua chapa. O fato viria a público na manhã seguinte. Nem o mais cético dos amigos de Danilo acreditavam que Dr. Railton fosse capaz de dar um golpe como aquele, abrindo uma ferida que, certamente, irá demorar muito a cicatrizar.

Obviamente que, em todas as histórias, há duas ou até mais versões. E não estou aqui defendendo minha tese de que “sou o dono da verdade”. Longe disto! Mas esta me foi passada por duas pessoas que participaram ativamente de todo o processo e se fizeram presentes em todas as Plenárias, até a convenção final. E sinceramente, foi difícil convencê-las a me passar todas estas informações. Algumas até já conhecidas ou especuladas. Outras inéditas. Mas o certo é que relatei aqui uma história que, daqui a alguns anos, servirá de tese para outros espetáculos políticos, porque muitas outras contradições e traições acontecerão durante os processos sucessórios. Afinal, como dizia Magalhães Pinto, “A política é igual nuvem. Cada momento está em uma parte”. Está dito”!

Chega de tanta bandidagem dos dois lados!

6 de setembro de 2016

Ontem ladrões roubaram no Magalito. Levaram celulares e dinheiro de clientes. Monlevade, até quanto tanta insegurança?

Aliás, neste Brasil, de bandidos dos dois lados; de políticos corruptos e ladrões, de uma Justiça omissa e de leis ultrapassadas. E quando a Polícia prende, os juízes mandam soltar. Por relaxamento de flagrante, por falta de provas e por outros argumentos injustificáveis. E quem paga é a sociedade, que continua desprotegida. Um governo de governantes de merda neste país. Podem tudo, como limpar a Petrobrás, roubar de aposentados, mas não podem dar segurança, saúde e educação a este povo que aí está. Podem desarmar o povo, mas podem armar cada vez mais os bandidos. País da impunidade! País dos políticos corruptos que até se envergonharam do vermelho.

Chega de tanta omissão!