Acorda, Monlevade!

26 de agosto de 2016

Notícia fresquinha: no início da semana, durante reunião realizada no sitio do ex-vereador Luiz Amaral, o grupo da Coligação Railton e Laércio fechou com Tadeu Figueiredo, como coordenador da campanha. Não se lembram do Tadeu? Vou dar uma clareada. Aquele petista de Ipatinga, que foi assessor de governo do ex-prefeito Gustavo Prandini no último ano de governo e que depois coordenou o grupo do PT que rachou com o governo Prandini. Ou seja, a petezada de fora querendo de novo mandar na nossa terra.

Acorda, Monlevade!

Nos bastidores com Dr. Railton!

19 de agosto de 2016

Eu e o Dr. Railton sempre tivemos um laço de amizade e de respeito. Uma confiança mútua, que se fez mais fortalecida após as eleições de 2008. Durante a campanha eleitoral de 2012, tinha nele o melhor nome para governar a cidade, mas se negou a sair candidato ao cargo majoritário devido à questões profissionais. Seu discurso sempre foi coerente diante da posição de médico e que não daria para conciliar as duas coisas, ou seja, a medicina e a Prefeitura. Assim, para ajudar o grupo ligado a Mauri Torres e Carlos Moreira, aceitou se candidatar ao cargo de vice na chapa que até então seria encabeçada pelo empresário Lucien Marques. No entanto, pela segunda eleição consecutiva Lucien desistiu e, mais uma vez, Dr. Railton foi convidado a sair candidato. Novamente ele negou e daí surgiu o nome de Teófilo Torres. E a chapa foi fechada com o nome do médico como vice, que saiu vitoriosa nas urnas. Mas, meses depois Teófilo e Railton começaram a se estranhar por divergências que vinham principalmente da área de saúde, até que houve um rompimento. Railton acabou se transformando em um político de oposição e o cargo de vice-prefeito tornou-se decorativo. Tanto que nas eleições de 2014 deixou de votar no irmão do prefeito, Tito Torres, para deputado estadual, dando seu voto para “Nozinho”. Alegou fidelidade partidária, já que é filiado ao PDT, mesmo partido do ex-prefeito de São Gonçalo do Rio Abaixo, o que para mim foi correto. Mas aquilo já era um prenúncio até se chegar às eleições municipais deste ano.

Bom, e aqui chegamos, em 2016. Devido à nossa amizade e consideração, mantínhamos um pelo outro uma cumplicidade de informações. Bastava uma ligação e ele sempre me atendia, ora como jornalista em busca de informação, ora como amigo e ora como paciente. Sempre prestativo. E, iniciado o movimento para se chegar aos nomes dos pré-candidatos a prefeito, pelo lado do PDT ele sempre foi o preferido do deputado “Nozinho”. Depois dele, surgiriam os nomes de Eustáquio Bicalho e por fim, de Danilo Teixeira, o Danilo “do Fraga”. E praticamente estava fechado. Tanto que, em todas as conversas que tivemos, Railton apresentava a mesma justificativa de anos atrás, ou seja, não sair candidato a prefeito para não atrapalhar a sua profissão. “Sairei candidato a vereador este ano. Está decidido”, era esta sua fala.

Pois bem, mas chegou o dia 23 de julho, um sábado. Acabava de receber a informação de que Dr. Railton havia sido convidado pelo PT a sair candidato a prefeito e que, aceitando, o ex-prefeito Laércio Ribeiro firmaria o compromisso de sair como candidato a vice em sua chapa. Isto dias depois de ter ficado definida a chapa da coligação, que teria Danilo Teixeira (PDT) como cabeça de chapa e o ex-vereador “Toninho Eletricista” (PHS) como vice. Tão logo fui informado entrei em contato telefônico com Railton. Que novamente atendeu prontamente. Aí a vantagem da Bina (rs). Ao questioná-lo sobre a possibilidade de sair candidato com o nome de Dr. Láercio como vice, ele disse: – “Marcelo, realmente fui procurado na noite de ontem pelo amigo Laércio e ele fez a proposta. Mas não aceitaria de forma alguma. Não estou aqui para dividir e o próprio PHS já se pronunciou que irá deixar a coligação caso eu aceite. Eu estou aqui para agregar e não para dividir. Continuo apoiando o nome do Danilo como nosso candidato a prefeito e até já conversei com ele ontem mesmo. Saio candidato a vereador”. Ainda naquele telefonema, pedi que, em qualquer novidade, me comunicasse, quando ele afirmou que “pode ficar tranquilo. Nada vai mudar. Mas se acontecer pode aguardar que te comunico”. Quero deixar claro aqui que ele não tinha qualquer obrigação de me dar uma notícia em primeira mão. Ali era apenas uma questão de consideração. Mas, quatro dias depois, ou seja, dia 27 de julho, uma quarta-feira, recebo a informação de que a chapa Dr. Railton/Dr. Laércio estava fechada. Imediatamente ligo novamente para Railton, para confirmar ou não a notícia, e ele, pela primeira vez em anos, não atende à minha chamada. Insisti por várias vezes até a chamada cair. E o pano caiu! Aí apenas uma lembrança: tão logo foi confirmada a chapa Danilo/Toninho, também entrei em contato telefônico com Railton, para confirmar ou não a notícia, e ele ratificou. Naquele instante, eu disse: – “Doutor, mas o Toninho como vice é muito fraco”. E ele rebateu: – “É verdade, mas pode ter alguma surpresa no caminho”. Naquele dia, precisamente em 20 de julho, Dr. Railton já sabia que seria candidato a prefeito coligado com o PT. E o repórter aqui, comeu mosca (rs).

Apenas estou fazendo este relato porque muitas pessoas não entenderam o motivo que me levaram a tecer várias críticas ao Railton Franklin pelas redes sociais, após o episódio. Cada qual com sua cabeça e sentença. Quem sou eu para atirar pedras em uma pessoa? Apenas minha decepção foi grande tendo em vista as punhaladas e porradas que o próprio Dr. Railton Franklin levou de várias lideranças petistas, durante as eleições de 2008, quando o partido saiu de vice na chapa encabeçada pelo candidato vitorioso naquele pleito, Gustavo Prandini. Entre eles, o ex-vereador e ex-vice-prefeito, Gentil Lucas Moreira Bicalho, ao ter sido expulso do PDT. Por várias vezes chamou Dr. Railton de “traidor”, “desprezível” e, de forma irônica, chamava-o na rua de “Dr. Trailton”. Alguém já se esqueceu disto, pelo que parece. Ou na política vale a máxima de que “dê a outra face”. Hipocrisia pura! Continuo tendo respeito pela pessoa do Railton Franklin, mas politicamente, para mim, acabou. Tornou-se aliado de quem o atacou tanto, anos atrás. Críticas estas que foram sempre rebatidas pela sua esposa, Valéria Maciel, de forma corajosa e leal ao seu esposo. Aliás, tenho grande admiração por ela, justamente por falar o que sente e nunca ter se calado diante de algumas injustiças cometidas contra Railton. E o próprio PT e Gentil Bicalho tiveram respostas diretas pela forma covarde, segundo ela, que atacaram o seu marido. Mas ela também deve ter se esquecido disto…

Para finalizar, um recado aos que acham que estou aqui em nome deste ou daquele candidato. Para início de conversa, este ano transferi meu título eleitoral para Ouro Preto, já que resido há três anos em Lavras Novas, um distrito do município. Mas nem por isto deixei de participar da política monlevadense. Continuo presente e mesmo porque, sempre estou em minha cidade-natal, quinzenalmente, onde reside minha esposa e bons amigos. Além disto, escrevo para jornais de Monlevade e  tenho meu Blog. Portanto, sinto-me muito à vontade para dar minha opinião e, independentemente de agradar a A ou a B.

Para fechar, deixo esta frase escrita pelo grande estadista Martin Luther King: “Para ter inimigos, não precisa declarar guerras, apenas diga o que pensa“.

Torcer pelo prazer; não pela obrigação!

18 de agosto de 2016

Torcer é uma questão de paixão. Torce para seu time de futebol preferido, para seu clube do bairro e até numa pelada. Eu, particularmente, sou apaixonado pelo meu Clube Atlético Mineiro, o “Galo das Geraes”. E, como adoro os Jogos Olímpicos, acompanho praticamente todos os esportes. E vibro com os atletas brasileiros em quase todas as modalidades. Torço muito para os esportes coletivos e os individuais, do atletismo ao vôlei, da natação ao futebol feminino. E como foi bom, por exemplo, ver as vitórias do Tiago no Salto de Vara e do Robson Conceição no Box. Maravilhoso, como a atleta Rafaela, no Judô. Mesmo as pratas e o bronze na Ginástica Artística, porque o atleta ali se superou e nos fez ter orgulho de ser brasileiro. E fiquei muito triste com a saída da seleção brasileira de vôlei feminino contra a China. Sou torcedor apaixonado pelo jogo delas e tenho grande empatia pelo José Roberto.

Agora, não tenho unanimidade em torcer para as equipes do Brasil. E se há duas equipes que torço contra e nem se tentasse conseguiria torcer a favor, são com relação as seleções masculinas de futebol e vôlei. A de futebol já sou contrário a três copas do mundo, desde 2006. Não aguento esta política asquerosa de empresários mandando no futebol e até nas escalações e a CBF envolvida em corrupção até a alma. E a arrogância e a máscara de alguns jogadores, liderados pelo bossal do Neymar. E a do vôlei, do prepotente Bernardino. E espero que nenhuma das duas seleções chegue ao Ouro. Torcer pelo prazer; não pela obrigação!

Melhor ser franco do que branco e sou muito brasileiro. Só não sou hipócrita, porque a hipocrisia fede!

Uma Coligação que veio de cima pra baixo

16 de agosto de 2016

João Monlevade, assim como os demais municípios brasileiros, começa hoje a respirar a campanha eleitoral visando as eleições de 2 de outubro. Conceição Winter, Simone Carvalho e Railton Franklin disputam o cargo de chefe do Executivo.E, em meu ponto de vista, a única sujeira vista nestes acordos foi a queda livre imposta entre as lideranças do PDT, que tirou o pré-candidato Danilo Teixeira da disputa param dar lugar ao nome do vice-prefeito, Dr. Railton. Justamente ele, que jurou de pé junto por várias vezes, que jamais tentaria novamente a Prefeitura de Monlevade, como ocorreu no pleito de 2008, quando saiu candidato com apoio do grupo do ex-prefeito Carlos Moreira. Mais uma vez, mostrou vaidade e sede pelo poder a qualquer custo. E hoje, tem o apoio do PT, mas leva contra ele uma repulsa enorme de pessoas que até então o tinham como aliado. Simplesmente ignorou todo seu discurso para, debaixo dos panos, fazer o jogo imposto pelo deputado “Nozinho”.

Mas a política é assim e quem com ferro fere, com ferro será ferido. Diz o dito popular e vamos aguardar os primeiros capítulos desta campanha, que promete ser acirrada e de se lavar  muita roupa suja.

Os cães ladram, e a Caravana passa!

2 de agosto de 2016

Ontem, ainda tomado pela emoção após a nossa festa, preferi não escrever muito. Afinal, a emoção muitas vezes deixa sair coisas que nos faz perder a razão. Dessa forma, hoje, mais sereno e menos passional, possa talvez me expressar melhor com as palavras. O que posso dizer é que, literalmente, “o Festival da Culinária de Buteco, nesta sua segunda edição, bombou”. Diria em todos os aspectos. E falo isto não de forma arrogante, mas dentro do espírito coletivo. Pelo que foi o evento, pela participação dos nativos, felizes, orgulhosos e sabedores de seu potencial. Eles podem e não precisa deixar que pessoas de fora montem aqui suas barracas e ganhem dinheiro durante as festas religiosas, o révellion etc. O povo de Lavras Novas sabe fazer e faz muito bem feito, seja na Culinária, nas artes, no artesanato, na musicalidade. Tem potencial, tem criatividade em tudo que constrói. É um artista nato. Além de tudo, é um povo unido, que chora e ri junto.

Sinceramente, sinto-me muito à vontade de hoje fazer parte desta Comunidade. Conseguimos – porque não se pode falar no singular – realizar um evento de grande porte, com mais de 4 mil pessoas na praça em frente à Igreja Nossa Senhora dos Prazeres e, se houve falhas, foram insignificantes. Mesmo com aqueles pitacos que querem te ferrar, do tipo “o trânsito ficou muito bagunçado”! “Nossa, o som estava muito alto”! Temos de relevar, porque nem Jesus Cristo agradou a todos, portanto…

Mas, no geral, foi tudo ótimo. Sem qualquer conflito, sem ocorrência policial, e os nativos e turistas, gente bonita e do bem, fez uma festa que durou, ininterruptamente, mais de 12 horas. Pode-se dizer que foi uma “Virada Cultural”, dessas de arrepiar, com boa música, boa gastronomia, cerveja e chopp artesanais, cachaça de qualidade, doces e uma grande confraternização de pessoas, sem qualquer preconceito; todos estavam ali por um objetivo: ser feliz! E na maior Paz!

Pois é, então muito obrigado a todos pelo apoio e pela participação. Primeiramente a Deus, que nos deu energia e graça para podermos ter realizado este Festival. Depois à minha família, à minha esposa e aos meus filhos. Depois aos amigos que vieram de longe nos prestigiar. E aos amigos barraqueiros, aos cozinheiros, aos cervejeiros, aos cachacistas, aos doceiros, aos seguranças, aos amigos que tanto nos ajudaram nas fichas, aos criadores das artes, aos patrocinadores, à Mesa Administrativa e à Comunidade em geral. É isto. Já falei demais. E como diria o provérbio árabe, “Os cães ladram e a Caravana passa”.

E vem aí um novo evento. Aguardem!

Dr. Railton, a política é mesmo como nuvem!

26 de julho de 2016

Estava me indo. E também decidido a não falar, pelo menos por enquanto, sobre o futuro político e as eleições municipais em João Monlevade. Mas não consegui me ir. Voltei, liguei novamente o Computador só para dizer, ou melhor, escrever o seguinte:

Sou amigo e tenho grande admiração pelo médico Railton Franklin. De ir à sua casa, vez ou outra, e sempre ser muito bem recebido por ele e a esposa Valéria, também pessoa que muito estimo.

Politicamente falando, sempre o considerei, tanto que deu todo meu apoio e votei nele nas eleições municipais de 2008. No pleito seguinte, em 2012, fiz de tudo para que ele fosse o candidato majoritário, mas acabou não aceitando e veio apoiar Luciem Marques, que mais uma vez fugiria da raia e, com a chance de encabeçar a chapa, cedeu novamente e foi candidato a vice, eleito na chapa do atual prefeito Teófilo Torres. E, este ano, ele sempre foi convícto em afirmar que não sairia de forma alguma, como em 2012, candidato a prefeito de João Monlevade. Sempre positivo, disse que “irei me candidatar a vereador”. Mas, de repente, talvez para auto-afirmação do ego ou para atender ao deputado Nozinho, ou ambas as coisas, está quase entrando na disputa ao cargo majoritário, como cabeça de chapa e tendo como candidato a vice-prefeito o ex-prefeito e petista Laércio José Ribeiro. E aí? Nesta hora, quando a vontade de chegar ao poder fala mais alto, não há ideal que resista, ou não, Dr. Railton?

Continuarei tendo o maior respeito pela sua pessoa, e política é assim mesmo, como nuvem. Tanto que, durante nossa conversa de sábado, por telefone, e que em momento algum você pediu “off”, afirmou categoricamente que “não posso sair candidato a prefeito. O nosso candidato é Danilo e Toninho Eletricista como vice. E o PHS já até se manifestou e deixará a coligação se eu aceitar. Não estou aqui para agregar, mas sim para unir”. Suas palavras. Portanto, cabe agora a você chutar o balde e sair candidato a prefeito ou manter sua posição que vem desde 2012.

Um forte abraço, amigo Railton,

Conceição Winter já tem candidato a vice

19 de julho de 2016

As eleições municipais em Monlevade começam a ganhar caras e agora são três candidaturas oficializadas e as chapas formadas. Após o lançamento da primeira chapa, há mais de um mês, com as candidaturas de Simone Carvalho e Fabrício Lopes, como pré-candidatos a prefeito e vice respectivamente, pelo Grupo de Situação, e na semana passada de Danilo do Fraga e do ex-vereador Toninho Eletricista como seu vice, pelo PDT,  outra chapa de oposição praticamente foi oficializada para o pleito de 2 de outubro.

O PPS oficializou na noite desta segunda-feira-feira (18), o nome Gercy Couto (PR) como pré-candidato a vice- prefeito da pré-candidata Conceição Winter. Além do diretório dos partidos de base, o lançamento contou com a presença de futuros candidatos a vereador, simpatizantes e do vereador Vanderlei Miranda ( PR) .

Gercy Couto estará procurando o diretório estadual do PR amanhã para oficializar a pré-candidatura.

Edson Coelho Jr crava mais um pódio em Cascavel

19 de julho de 2016

Monlevadense cruzou a linha de chegada na segunda posição na última corrida do final de semana no oeste do Paraná

A quarta etapa do Campeonato Brasileiro de Turismo foi definida neste domingo (17) em Cascavel. Equipes e pilotos foram para a pista no autódromo Zilmar Beux, no oeste do Paraná, para a segunda bateria da rodada dupla, que marca a quarta etapa do calendário da temporada 2016. Edson Coelho Jr que saiu da quarta posição no grid de largada, recebeu a bandeira quadriculada na segunda posição.

Somando mais 16 pontos na tabela geral, Coelho sobe para a vice liderança do campeonato, mesma que chegou em Cascavel. Edson Coelho estava atrás do então líder Márcio Campos, que agora se mantém atrás de Coelho na tabela.

“Foi um final de semana trabalhoso, porém positivo. Tivemos que trabalhar bastante o acerto do carro e conseguimos essa evolução com dois pódios. A corrida de hoje, especialmente, com as duas ultrapassagens se tratando de Cascavel, que é uma pista bem difícil de ultrapassar, teve um retorno pessoal especial. Fica um gostinho um pouco amargo da largada, eu esperava ficar na frente do Robe (Gabriel Robe) e sair líder do campeonato, mas pensando em equilíbrio, estamos bem,” comentou Coelho.

O chefe da W2 Racing, Julho Taboas também achou satisfatório o final de semana em Cascavel. “Para chegarmos em um acerto ideal do carro com o piloto que o guia é trabalhoso. Há inúmeras diferenças entre um piloto e outro, e esse acerto necessita trabalho, detalhes e paciência. Acredito que agora chegamos nesse ponto com o Edinho e seu carro #99, e dois pódios no final de semana, segurando a vice-liderança do campeonato é muito bom,”comentou o chefe de equipe.

Edson Coelho e sua equipe W2 Racing tem um período de cerca de 2 meses de férias, e retornam para a quinta etapa do campeonato nos dias 10 e 11 de setembro, em Interlagos, SP.

Resultado Corrida 2:

1-) 35 Gabriel Robe (Motortech Competições – 26 voltas em 31min24s765 (média de 151,8 km/h)

2-) 99 Edson Coelho (W2 Racing) – a 0s693

3-) 23 Marco Cozzi (C2 Team) – a 5s942

4-) 128 Dennis Dirani (W2 Racing) – a 22s913

5-) 2 Mauri Zacarelli (Nascar Motorsport) – a 24s884

6-) 17 Pietro Rimbano (Cimed Racing) – a 25s495

7-) 77 Raphael Reis (Hitech Racing) – a 42s981

😎 11 Lukas Moraes (RR Racing Team) – a 43s407

9-) 33 Antonio Matiazi (C2 Team) – a 47s049

10-) 69 Gustavo Myasava (Js Star Racing) – a 2 voltas

11-) 86 Gustavo Frigotto (RKL Motorsport) – a 3 voltas

NÃO COMPLETARAM

12-) 79 Adibe Marques (Cimed Racing) – a 10 voltas

13-) 31 Marcio Campos (Motortech Competições) – não largou

Melhor volta: Lukas Moraes, 1min06s519 (165,4 km/h)

(Resultados sujeitos a verificações técnicas e desportivas)

Classificação do Campeonato:

1-) Gabriel Robe, 110 pontos

2-) Edson Coelho, 102

3-) Márcio Campos, 90

4-) Marco Cozzi, 90

5-) Lukas Moraes, 81

6-) Pietro Rimbano, 77

7-) Gustavo Myasava, 73

😎 Raphael Reis, 68

9-) Gustavo Frigotto, 58

10-) Guto Matiazi, 57

11-) Mauri Zaccarelli, 52

12-) Adibe Marques, 49

13-) Dennis Dirani, 46

14-) Gabriel Casagrande, 40

15-) Felipe Donato, 17

16-) Danilo Estrela, 16

17-) Artur Fortunato, 12

 imagem_release_702985

Edson Coelho segura a vice liderança no Campeonato Brasileiro de Turismo

Foto: Zonta Fotógrafo

Estacionamento Rotativo terá alterações no horário

7 de julho de 2016

A Prefeitura de Monlevade, através do Setor de Trânsito e Transportes – SETTRAN fará alterações no horário de funcionamento do Estacionamento Rotativo em algumas vias.

O decreto foi assinado hoje (7), pelo prefeito Teófilo Torres e passa a vigorar a partir do próximo dia 25.

O tempo de permanência nas vagas será alterado de duas para quatro horas, nas seguintes vias ou trechos:

·        rua Duque de Caxias,

·        rua Evangelista,

·        rua Florianópolis,

·        rua Francisco Teles,

·        rua Gameleira,

·        rua Geraldo Augusto Nogueira,

·        rua Joaquim Ferreira,

·        rua José Antônio,

·        rua Leão XIII,

·        rua Monlevade,

·        rua Olímpio Carvalho Lage,

·        rua Oliveira Couto,

·        rua Salgado Filho,

·        rua Virgílio Lima,

·        rua Ayres Quaresma (trecho entre as ruas Florianópolis e Ricardo Leite),

·        rua Geraldo Miranda (trecho entre as ruas Gameleira e Gomes Batista),

·        rua Gomes Batista (trecho entre as ruas Kennedy e Geraldo Miranda),

·        rua Lucindo Caldeira (entre as ruas Evangelista e Negrão de Lima) e

·        rua Ricardo Leite (entre as ruas Florianópolis e Geraldo Miranda).

Festival da Culinária de Buteco de Lavras Novas!

2 de julho de 2016

arte festival (1)

Shows com Grupo de Forró de Lavras Novas, Samba a Dois (Ouro Preto), Andréia Lima (BH), Afilhados do Sereno (João Monlevade), Banda Concreto (BH) e Grupo Candonguêro (Ouro Preto.

Tudo gratuíto na praça em frente à Igreja Nossa Senhora dos Prazeres. Você irá gastar apenas com os dez pratos participantes, cervejas artesanais (Ashby e Prússia) e a boa cachaça Veio de Minas. 12 horas de muita festa. Faça já sua reserva em alguma Pousada, Chalé ou Casa de Lavras Novas.

Apoio: Guarda Municipal e Batalhão da Polícia Militar de Ouro Preto, e da Prefeitura Municipal de Ouro Preto, através da Secretaria Municipal de Turismo, Indústria e Comércio.


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 50 outros seguidores